A ARQUIBANCADA NA REDE - WEB ARQUIBANCADA
"Em 40 anos de jornalismo, nunca vi liberdade de imprensa. Ela só é possível para os donos do jornal". (Cláudio Abramo, que dirigiu Folha e Estadão)

Busca

Pesquisa personalizada

31 de out de 2008

Média

Tem gente que não prende, parecendo estatístico eles vivem fazendo média. Não sei o por que, pois se for no intuito de deixar portas abertas pode esquecer, do outro lado do muro ele nunca vai trabalhar. Mas, por aqui, com essas atitudes, só tem a perder.

Veja o que esse 'pobre diabo' disse:

"Respeito o Belluzzo, mas minha posição é diferente. O São Paulo teve a competência de ganhar em uma rodada importante e está ao lado do Grêmio por merecimento. Agora não tem do que reclamar e devemos correr atrás" (...) "Dirigente que reclama agora é oportunista, eu sempre sou do futebol e estou falando de arbitragem" (...) "Erros acontecem em todos os campeonatos, mas o árbitro erra para um lado e também erra para o outro." Vanderlei Luxemburgo - técnico do Palmeiras.

Sua batata está assando, trate de ganhar esse título, pois pelo valor que você recebe mensalmete a vaga na libertadores é só prêmio de consolação.

Luxemburgo, ¿Porque no te callas?

Bolão - conferencia 31a. e 32a. rodadas

Se não me equivoquei, o que é bem possível, pois os caras da Gazeta Esportiva trocaram a seqüência dos jogos (além de ter dado um imenso trabalho para conferir), a classificação fica assim:



Lembrem-se que falta um jogo da 32a. rodada (Figueirense x Fluminense) que será disputado na próxima quarta-feira.

Qualquer erro que detectarem me avisem que confiro.

Estou reagindo, mas sem chances, pois acho que a briga vai - até o final - entre o Pinho e o Guto, mas não vacilem senão eu chego em pimeiro e um de vocês ganha a camisa, mas será humilhante. (ehehehehe)

Cenas do próximo capítulo

Não assisto novelas. Não dou mais audiência para a emissora câncer, nem com esse tipo de 'arte' de gosto duvidoso, nem com futebol, nem com nada. A iternet nos possibilita saber 'o que rola' no mundo, mesmo que esse mundo seja o da ficção, mesmo quando você não o acompanha.

O Youtube é um exemplo disso.

Vejam as cenas dos próximos capítulos logo abaixo; essa singela cena - de um folhetim de ficção - vem causando enxurradas de e-mails fu-ri-o-sos de simpatizantes leonores:



Não sei o nome do autor da novela, mas ele deve ser dos bons, pois soube captar os sentimentos e o comportamento da vida real para transfomá-los em ficção, tudo o que faz com que uma peça de ficção seja sucesso. (ahahahaha)

Ecos da revolta

Coluna do Renato Maurício Prado - O Globo (31/10/2008)

"Já circula pela internet uma relação de 12 jogos em que o São Paulo foi beneficiado por erros da arbitragem. Continuo a não crer em complô mas começo a ser forçado a reconhecer que o clube paulista conta, no mínimo, com um 'respeito especial' por parte dos juízes. Por que será?" (...) "Aliás, gostaria de entender o motivo pelo qual Hernandes, do São Paulo, pode comemorar seus gols levantando a camisa e exibindo mensagem sem levar cartão amarelo, como recomenda a Fifa?"


Um dia vão desmascarar essa gente. Serão rebaixados - como aconteceu na Itália - por espírito anti-desportivo, por se utilizarem de expedientes outros que não a prática do jogo dentro das regras. Podem escrever.

Mão invisível

Se reclamar, mostrar minha indignação e protestar, nesse espaço que foi criado justamente para isso é choro de perdedor - como dizem aqueles que defendem com unhas e dentes as cores leonores, seja na mídia impressa, falada ou televisada -, então sou chorão. O que não vou é me calar e correr o risco de passar recibo de 'alienado', de ser - como marido traído - o último a saber. Já escrevi sobre isso [clique e leia]

O Conrado, ano passado fez um levatamento intitulado Dossiê Bambi onde nos mostrou o número de erros (aqueles que insistem em dizer que acontecem para todos os lados) cometidos em favor do time Leonor. [clique aqui e relembre]

Como a coisa é estrutural e funcional, não foi fato isolado - muito pelo contrário - e segue acontecendo, precisávamos de alguém que fizesse o levantamento dos erros (aquilo que convencionou-se achamar de 'coisa normal do futebol') favoráveis e que podem dar mais um título (sujo como a maioria das vitórias por aqueles lados) ao time sem caráter. Precisávamos, pois o Raphael já o fez. Basta clicar aqui, tapar o nariz, se segurar para não vomitar e se indignar.

Até quando será dessa forma? Eu, de minha parte, como disse ontem: TÔ PARANDO!

Bolão - 33a. Rodada

No ar a 33a rodada do nosso bolão. Mas, antes de publicar os meus palpites algumas informações:

1. Até amanhã os resultados das rodadas anteriores serão publicados.

2. Como vocês podem ver não consta do bolão o jogo dos bambis. Acontece que jogo desse time é mais que um jogo, então sempre há a 'mão invisível' operando. Por isso, nesta rodada - por conta dos últimos erros de arbitragem, e por conta da palhaçada do Internacional, que colocará os reservas neste jogo - os apostadores já têm garantido o ponto dessa partida, independente do resultado.

3. Ponto extra: a) digam se haverá algum gol em lance duvidoso do SPFW no jogo do final de semana, caso haja e ele seja duvidoso, 3 pontos para o acertador por cada lance apontado (tipo: gol empedido, penalti duvidoso etc.). Mas, tem que dizer o número correto. Se disser que haverá um (1) e forem dez (10) não ganha o ponto. Tem que acertar a medida exata da roubalheira Leonor; b) lembram-se da regra dos pontos extras do Palmeiras contra os bambis (multiplicação do placar total da rodada pelo número de gols marcados pelo Palmeiras - caso o apostador acerte o placar)? Pois bem, ela vale também pra essa rodada.



HAVERÁ UM GOL LEONOR EM CLARO IMPEDIMENTO QUE SERÁ VALIDADO PELO CAGA-REGRAS.

30 de out de 2008

Desabafo

BELLUZZO na rádio Globo:

CLIQUE AQUI E OUÇA

Tudo muito bom, tudo muito bem; fomos prejudicados, o time Leonor ajudado - como sempre -, e um de nossos diretores diz aquilo que todos nós já percebemos, mas, e daí? Como ficamos?

Meu lado otimista diz: mas, pelo menos, alguém do Palmeiras vem a público ecoar minha indignação. Meu lado pessimista diz que continuaremos na mesma. Dá logo a taça pros caras!

Porém, em um último átimo de sanidade, espero que algo de concreto seja feito, pois meu ânimo é de jogar a tolha, hoje minha vontade é de usar meu tempo com coisas mais sérias (já que o futebol tem se mostrado indigno desse adjetivo), pois a desonestidade está ganhando, mais uma vez, de goleada.

Esse Blog - caso o curso dos acontecimentos continuem a mostrar essa realidade - tem data de 'suicídio' marcada (final do presente campeonato), o autor do Blog - como freqüentador de arquibancadas (caso siga tudo no atual curso) - desistirá de sofrer em vão, o estudante de mestrado, que dedica boas horas de esforço intelectual em prol do tema futebol, terminará o projeto atual sem o mínimo da paixão que o moveu no início da empreitada.

Depois, não haverá mais a paixão que me move: o futebol e o Palmeiras; mas restará o consolo de que me sentirei menos incomodado; porque hoje me sinto roubado, vilipendiado, enganado, triste, 'puto da vida', pois não é um jogo, o dinheiro ou um título que estão, dia-a-dia, me arrebatando, estão me subtraindo mais uma das minhas esperanças (aquela de vencer com o próprio esforço); estão me furtando uma paixão.

Viva os vendilhões do templo; viva o novo tempo (aquele que eu desafortunadamente vivencio).

Maior Palmeiras - Lateral Direito

Se já tínhamos goleiro (Marcos) para a nossa seleção, agora temos também o lateral direito, trata-se do Paraguaio Arce, que com 50% dos votos bateu Djalma Santos - que veio logo atrás com 43,18%.

Votemos agora na posição de lateral esquerdo. Temos uma semana para isso, e basta clicar na enquete que fica na parte superior direita do Blog.

Remember

Há pouco mais de um ano, exatamente no dia 5 de setembro de 2007, nascia o Forza Palestra. Resolvi á aquela época criar esse espaço porque havia escrito um texto criticando a forma omissa como a mídia vinha tratando os erros de arbitragem favoráveis ao time Leonor. Ninguém se dignou a publicá-lo, comentá-lo, sequer criticá-lo. Há época somente o PDT (site da mídia palestrina) o fez.

Então, resolvi - como ja disse - criar um espaço onde eu pudesse exercer o meu direito de me indignar, de dizer aquilo que acredito ser 'a minha verdade'.

Um ano depois, muitos jogos depois, vários erros de arbitragem depois... Eis que, novamente, estamos às voltas com o mesmo problema e o mesmo beneficiado: o time leonor.

Então, nada mais atual que reavivar a memória daqueles que ainda insistem em dizer que 'erros acontecem' contra todos. Acredito que assim seja, mas o problema é que eles continuam a acontecer sempre contra a maioria, e a favor de um único 'time'.

Eis o texto:

A ITALIANIZAÇÃO DE NOSSO FUTEBOL!!!

Ou, o apito cor-de-rosa

Há alguns dias vi no Blog do PVC uma matéria sobre os pontos reclamados por cada time e uma classificação se cada ponto fosse devolvido ao reclamante. Segundo os NÚMEROS o campeonato continuaria como estava, com a mesma classificação, com a diferença no número de pontos de cada time.

Pois bem, números são números, são frios. O que se faz com eles (e como se estuda esses números) é o importante, é o que faz diferença.

Há a famosa metáfora do frango e o PIB: existem duas pessoas e dois frangos. Uma delas come os dois, o outro morre de fome, mas na MÉDIA, cada um comeu um. Os números dizem isso.

Durante o segundo reinado, sob o mando de Dom Pedro II, o Brasil tinha 60% de sua população composta por negros livres, 30% de brancos e 15% de negros escravos. Ou seja, havia mais escravos livres que brancos livres. Durante esse período 15% dos professores brasileiros eram negros. Os irmãos Rebouças (um médico e outro engenheiro) eram consultores do Imperador. Do fim do Império até 1940 esses professores negros desapareceram. O que isso quer dizer? Depende. São apenas números. A análise que se fará desses números é o que importa e o que responderá os porquês.

Voltando ao futebol, e aos números, vale dois comentários sobre a matéria do PVC.

O primeiro é que uma rápida olhada nos mostra que NO MÌNIMO o campeonato estaria mais equilibrado, com a diferença do líder para os outros sendo menor.

O segundo comentário é que o momento dos erros importa bastante, pois se um time está para alcançar outro e é prejudicado dá uma sobrevida para aquele que está a sua frente. Além do mais estar a frente é uma vantagem enorme (desculpa a redundância, mas é isso mesmo), pois ‘caçar’ o outro é muito mais difícil que administrar a vantagem.

Me lembro do campeonato do Edílson. Aquele como esse tinha muita reclamação sobre arbitragens. A imprensa fazia seu papel e dizia que ‘erros acontecem’, se dando conta – só depois – de que havia mais que erros. Havia manipulação de resultados.

O que tudo isso tem a ver com a Itália ou com que eu estou clamando de ‘italianização’ de nosso futebol? Tudo. É que lá como aqui a imprensa diz – e sempre disse – que ‘erros’ acontecem. É que lá – aqui ainda não - há um ‘enorme equilíbrio’: ou dá Milan ou dá Juve (nada mais equilibrado que isso). Claro que acontecem algumas exceções (um título do Nápoli, um da Inter, a cada intervalo de seis ou sete dos outros dois). É que lá o equilíbrio vem daquilo que a imprensa convencionou a chamar de ‘time que tem estrutura’. Aqui isso está aparecendo agora. O que seria essa estrutura é o que não sabemos. O que sabemos é que por lá, depois de vários anos de ‘choradeira de perdedores’ e de ‘erros’ que acontecem, havia algo muito maior que ‘estrutura e choradeira’. Havia um ‘esquemão’ de compra de resultados, por parte dos vencedores, daqueles que quase nunca choravam, daqueles que tinham ‘estrutura’. Fiquemos atentos por aqui. Depois não vale dizer que todos fomos enganados!


Atual, não!?

32a rodada - Drops

Futebol verbal

Durante a semana a imprensa, mais uma vez, inventou uma crise no Palmeiras. O Santo disse que houve uma falha no primeiro gol do Fluminense, apontou nome; disse ainda que os reservas – os substitutos, os regras três, os barrancos – não vêem cumprindo com a função, ou seja, não estão dando conta do recado.

Ouvimos de alguns 'companheiros' de equipe que ele 'faltou com a ética', que deveria falar isso com o grupo etc. etc. etc.

Alguns amigos, vários blogueiros – que eu respeito muito, por sinal – entraram na pilha. Marcão fala demais, Marcão deveria se conter, Marcão...

Eu, por meu turno, esperei o momento certo – apesar de ter me expressado em alguns espaços – e defendi o Santo.

Ele pode. Ele comparece. Ele cumpre! Quando precisamos dele lá está ele. Ao contrário, alguns que se melindram não comparecem, vestiram a carapuça, por isso se melindraram.

Aliás, o que ele falou demais? Que o Jeci, que o Gladstone, que o Capixaba, que o Diego Souza (não é reserva, mas o elevaram a substituto do Valdívia, talvez por isso – e por não estar o sendo o substituto à altura) não estão à altura dos titulares – com direi, e como Marcão disse – não estão 'desempenhando', é mais que óbvio. Então, calem a boca, ouçam o santo, dividam o bicho com ele e façam aquilo pelo qual são pagos: joguem bola!

Melindre e viadagem é coisa de bambi, é coisa de outro time.

No jogo de hoje o Marcão (e os outros) mostrou porque pode falar aquilo que lhe dê na veneta. Quando exigido o Santo lá estava, duas defesas monumentais; garantiu de resultado. Um dos melindrados, Diego Souza – aquele que sempre é uma promessa, aquele que sempre vai estourar, aquele que 'hoje vai' – mais uma vez não foi. Aliás, foi. Foi substituído, foi vaiado, foi mais uma vez uma promessa.

Por essas e por outras é que o Marcão pode falar o que quiser. Quando, onde, e o que quiser. Os outros são os outros....

Seguimos com chances

Estamos na briga. Em um campeonato onde cinco equipes brigam palmo-a-palmo pelo título, onde a diferença do quinto para o primeiro colocado é de apenas cinco pontos, a definição será – queiram ou não – apenas na última rodada.

Se eu disser que uma vitória sobre o Santos, no próximo domingo – na casa do adversário, é de suma importância, estarei dizendo apenas o óbvio, mas se eu disser que vencer ou ganhar nem que seja apenas um ponto, em jogo fora de casa como o jogo de domingo, e imprescindível, acho que me faço claro. Domingo é jogo chave!

Sérgio da Silva Carvalho (DF)

Vocês sabem que é o cidadão que tem em seu registro de nascimento o nome grafado acima? Não. Pois bem, eis quem é a fera.

Domingo, Palmeiras contra Fluminense. Jogo empatado, zero a zero. Bola cruzada na área do Palmeiras, o centroavante do Fluminense, Washington, ao ver que não alcançaria a bola estica a mão de maneira voluntária e a recolhe; a ato faz com que haja confusão na área do Palmeiras, o goleiro enganado que é pelo referido ato imagina uma trajetória fictícia da bola e é enganado. Gol do Fluminense. 1 x 0. Há reclamação. O árbitro da partida não a ouve. Valida o gol.

Quarta-feira, Botafogo contra São Paulo. Jogo com vitória parcial do time da capital paulista. Chute da entrada da área, a bola desvia em um zagueiro do time tricolor. Há um atleta do Botafogo em posição de impedimento, mas esse – para não interferir e nem ser atingido pela bola – levanta a perna. Gol do Botafogo. O bandeira e o juiz anulam o gol. O jogador desviou a atenção do goleiro do São Paulo.

Resultado: o Palmeiras perdeu três pontos, pois a partir desse gol se desestabilizou e perdeu um jogo que estava equilibrado. O São Paulo ganhou três pontos, pois manteve a vitória. Seis pontos par o time do Morumbi.

Infeliz coincidência: o sr. Sérgio da Silva Carvalho (DF) era o árbitro das duas partidas.

Depois não querem que enxerguemos conspirações. O apito rosa volta a funcionar.

Seguimos com chances

Se nossa diretoria começar a agir. Se ela passar de reativa a ativa. Não queremos – esse Blog não quer – ganhar nada no apito. Apenas queremos um campeonato com eqüidade de condições. Chega de 'erros' – aqueles que a imprensa convencionou a chamar de normais – apenas para um lado.

Fabinho Capixaba

Hoje foi bem. Em 90 minutos desarmou uma bola e conseguiu acertar um cruzamento. O que não entendo é onde o Wendell é pior que ele.

Pierre

Onde o Léo Lima – como volante – joga mais que ele? O francês não perder um lance sequer.

Kléber

Para não repetir os adjetivos que já usei para ele vou apenas dizer: compra... compra... compra... Ergue uma estátua, imortaliza a camisa, e manda os melindrados se espelharem nele e no Marcos.



1h30 da manhã. Sono, cansaço. Não vou revisar. Me desculpem...

29 de out de 2008

Bolão - 32a. Rodada

Eis meu palpites para a 32a rodada. Por motivos técnicos está sem a formatação costumeira. Até amanhã o resultado da rodada anterior.

26 de out de 2008

3 x 7 = 21

Essa é a conta. Restam sete rodadas e se quisermos ser campeões teremos que atropelar e vencer todas as partidas que nos restam.

Sobre o jogo de ontem somente um comentário: lamentável.

A destacar no sábado somente a volta do time da marginal sem número para a série A, aliás - bem-vindos - pois esses seis pontos estão fazendo uma falta impressionante.

No mais, daqui a pouco rumar para a zona eleitoral, votar e ficar esperando mais uma derrota na semana. Sim, voto Marta.

Leiam o que desabafou o Raphaello, lá no Cruz de Savóia: um dois três (ou: como implodir seu blogue).

23 de out de 2008

Fim da 31a. rodada

Os adversários já venceram (só falta o Cruzeiro).

Já simulei os resultados e precisamos - no mínimo - empatar (por qualquer resultado) para nos mantermos em terceiro (3o.) lugar, com 56 pontos e a três (03) do líder (Grêmio).

Entretanto, aí mesmo que ganhássemos deles (Grêmio) empataríamos em número de vitórias (17), no saldo de gols perderíamos (temos um saldo, hoje, de 22 contra 14).

Mas, não é nada! O Celso Roth, cedo ou tarde, fará o serviço.

Então, basta não perder no sábado.

Forza Palestra!

AS IDÉIAS FORA DO LUGAR*

Participei ontem na OAB de um seminário intitulado “FUTEBOL, DIREITO AO LAZER E TUTELA JURÍDICA DO MEIO AMBIENTE CULTURAL”.

Hoje vejo matéria no jornal “O Estado de São Paulo” dando conta – com o seguinte título: “Crise gera pânico no futebol da Inglaterra” - de que o futebol entrou no olho do furacão da crise mundial.

O que uma coisa tem a ver com a outra? Tudo.

Durante a palestra do senhor Marco Aurélio Klein, diretor da FPF, compreendi que nós – aqueles que ainda resistem ao processo de elitização do futebol – 'pregamos no deserto'.

Segundo o palestrante – não há mais lugar para um futebol que não seja aquele voltado para os consumidores, aquele que oferece não um jogo (mas um espetáculo) -, entretanto, para isso, deve-se cobrar preços compatíveis; os nossos não são - em absoluto – desse quilate. Ou seja, se por um lado há uma crescente pressão para que a organização do espetáculo - o local e o espetáculo em si - tenha uma qualidade que atraia CONSUMIDORES, não há como não se cobrar preços compatíveis com o serviço oferecido.

Ainda segundo o sr. Klein há uma marcha inexorável (termo que eu utilizei para questionar o processo) para a mudança do perfil daqueles que consomem (uso as palavras aproximadas daquelas ditas pelo palestrante) o espetáculo. Vejam que não usei os termos torcedores, nem futebol. Usei consumidores e espetáculo, aqueles que são invariavelmente utilizados pelos gestores e arautos de uma (pseudo)modernização da economia do futebol.

Na mesma palestra havia uma pessoa do departamento de marketing do Palmeiras, não consegui saber qual o seu cargo por lá, mas o nome dele é Juan Rafael Brito, que para a minha alegria se disse muito feliz por estar trabalhando no Palmeiras, pois é “torcedor” do clube desde o nascimento (ao menos isso).

Entretanto, para a minha tristeza, ele acredita ser necessário, como disse o palestrante anterior, que os clubes se organizem para 'faturar' mais com os consumidores do espetáculo, que os preços por aqui praticados são muito baixos mesmo. Para ele – não sei de que forma – há espaço para abrigar também os torcedores menos abastados no espetáculo. Eu, de minha parte, acredito haver uma contradição "econômica/sociológica/antropológica/capitalista" ainda a ser resolvida entre espetáculo, consumidores, torcedores... preços.

Mas, o importante é ver que está em curso um processo, e já se forma sobre ele um quase consenso, que vem criando uma nova relação entre os clubes e seus aficionados, que não serão mais os tradicionais torcedores, mas serão os futuros consumidores – seja do espetáculo, seja dos produtos dos clubes – de futebol.

Essas são idéias que vem hegemonizando o futebol atual, fruto de uma cópia mecânica – e sem relativizações; necessárias em meu entendimento – daquilo que ocorreu e ocorre com o futebol nos países europeus, como por exemplo na Inglaterra. Fruto ainda de uma visão – subjacente – de que o torcedor é o ruido, aquele que deixa o ambiente poluído, feio, impróprio para a convivência com aqueles que são os 'diferenciados': os consumidores.

A relativização dessa idéia corrente (pelo menos no que concerne ao fator econômico) deve ser levada em conta já que por aqui os níveis de salários são muito menores que os de lá. Se lá, onde os níveis salariais são muito maiores, houve um processo de elitização e aqueles que sempre foram os freqüentadores das arquibancadas foram afastados dos estádios, e hoje são empurrados para as transmissões dos canais de TV´s pagas, o que acontecerá por aqui? Talvez, sejamos impelidos a outras formas de lazer; aquelas que ainda não são consideradas rentáveis, aquelas destinadas aos 'menos aptos a viver e conviver socialmente', e nesse momento aquelas que não requerem vultosas quantias para serem consumidas (a prática ainda nos será permitida, pois são as classes menos abastadas que 'revelam' a mão-de-obra - pés-de-obra, no caso do futebol - que impulsiona o lucro; é onde estão os artistas).

Outro fator que deve ser levando em consideração é a diferença entre um torcedor de futebol e um consumidor de espetáculos.

O torcedor é aquele que lá estará independente da qualidade do espetáculo, das condições do palco, das intempéries... Neste caso, o único fator impeditivo é o financeiro. No caso do consumidor, onde teoricamente não há impeditivo financeiro, se há a necessidade de lhe oferecer determinadas condições para que ele consuma um determinado produto, deve-se concluir que não lhe sendo oferecido o produto - com a qualidade desejada - ele deixará de consumi-lo, ou seja, é um 'público' volúvel que poderá trocar – e o fará – um jogo de futebol por uma peça de teatro – por exemplo.

Pois bem, é aí que entra a matéria [clique aqui para lê-la na íntegra] de hoje do Estadão. Lá está escrito que com a crise mundial os clubes de futebol da Europa por serem aqueles que mais pagam salários, aqueles que mais recebem cotas de televisão - pois tem os maiores craques para um espetáculo de qualidade -, por terem ações na bolsa de valores, por terem financiadores (mega milionários) – que, ou perderam dinheiro com a crise ou viram suas fortunas se esvaírem da noite para o dia – terão que reduzir o ritmo de suas contratações, de seus investimentos, vender os artistas para fazer caixa, etc. Ou seja, a qualidade do ESPETÁCULO irá invariavelmente cair abruptamente.

Daí que eu pergunto: e agora, será que os exigentes consumidores não buscarão outro espetáculo? Será que não buscarão salas climatizadas, com poltronas confortáveis e com artistas outros que não sejam 'celebridades da bola'? O parágrafo final da matéria do Estadão de hoje não deixa dúvidas de que a resposta é sim: “...Se o atual modelo de gestão não for modificado (...) a conta final pode acabar no colo - e nos bolsos - dos torcedores, que receberão apelos dos cartolas para salvar seus amados clubes.” [o grifo é meu]

Isso mesmo, os clubes recorrerão aos torcedores. Mas que torcedores? Elementar: aqueles mesmos que há pouco foram afastados dos estádios pelo processo de elitização (esse que está em curso por aqui também). Processo esse que eufemisticamente é usado no jargão dos administradores esportivo como profissionalismo, mercado, consumo, espetáculo etc.

O que é dramático neste caso é esperar pela resposta e saber - no caso europeu, que já está em curso há mais de duas décadas - se esses 'torcedores' ainda existem; se resistiram à traição que lhes foi imposta. Pois, ao contrário de um consumidor que é movido apenas por ondas ou pela 'moda', o 'torcedor' é movido por paixão, e essa é do campo não racional, é do campo subjetivo. Talvez, ao primeiro chamado eles (os torcedores) lá estejam prontos a salvar o 'ser' amado; mas como toda paixão, irracional que é, pode resultar na negação, no afastamento, no desprezo...

Espero que os administradores esportivos daqui aprendam, ainda há tempo, com os equívocos, absolutizações e com a história - ainda em curso - dos de lá, pois como escreveu Schwarz – para outro contexto, é claro – “as idéias...” estão “...fora do lugar”.

_____________________________
* SCHWARZ, Roberto. (1973), "As idéias fora do lugar". Estudos Cebrap 3, jan.

Em tempo: Assim que eu conseguir a gravação do debate, que já solicitei, disponibilizo a todos que se interessarem.

22 de out de 2008

Só pode ser viadagem

De novo!? Não contente em ver o gladiador absolvido por duas vezes o procurador do STJD, não sei se Paulo ou se Carl (Schmitt), recorreu e - novamente – Kléber será julgado pela suposta cotovelada em Asprilla (Procuradoria pede Recurso e Kléber terá de voltar ao STJD).

A autoridade dos árbitros, que até a pouco tempo reinavam absolutos no campo de jogo, foi posta de lado. Agora, não basta apitar, relatar na súmula... O jogo não acaba mais com o apito final, temos que esperar se uma das 300 câmeras de TV não flagrou um pisão no pé do adversário, se o árbitro não viu (mesmo que tenha visto e julgado um incidente menor) uma entrada mais brusca. Temos que aguardar a magnanimidade de um procurador, que em sua confortável poltrona – talvez bebericando um 12 anos, ou quem sabe fumando algo relaxante... - julga o bem e o mal, o certo e o errado.

O futebol caminha para o final. Depois não querem que as novas gerações deixem de gostar de futebol, migrem para outros esportes, assumidamente menos viris.

Coisa mais bambi! O futebol, definitivamente, está se tornando uma coisa de pederastas.

Começou com essa coisa de denunciar por vídeo, transformou-se em uma sistemática choradeira dos emo-zagueiros do time Leonor; agora esse procurador que quer porque quer a presença de Kleber a toda semana lá no tribunal.

Desculpem-me os termos. Desculpem-me o desabafo... Mas, a coisa está ficando desagradável.

O futebol, pelo menos como o conheci e passei a apreciar, coisa de homem (escolha se quer com 'h' maiúsculo ou minúsculo), está no fim. Daqui a pouco veremos isso que um dia foi um jogo, que passou a ser considerado um esporte, que ganhou mentes e corações, transformado em 'qualquer coisa', menos naquilo que nos propomos a presenciar nas arquibancadas. Por falar nisso, será que o emo-procurador já foi a um jogo de futebol alguma vez na vida?

Sei não, será que esse cara é casado? Tem Filhos?

Se cuida Kléber, pois só pode ser viadagem!

Maior Palmeiras - Goleiro

Foi encerrada a enquete para que o leitor escolhesse o maior goleiro do Palmeiras em todos os tempos. Assim, demos o primeiro passo para escalar o nosso esquadrão dos sonhos.

Resultado: de 32 votantes MARCOS teve 27 votos (84,38%). Em segundo lugar com 15,63% (05 votos) ficou OBERDAN CATANI.

E isso aí Palestrino; já temos nosso goleiro, agora estão faltando mais dez posições e o técnico. Vamos lá, chegou a hora de votarmos em nosso maior lateral direito. É só votar na enquete que está postada na parte superior do Blog do lado direito.

Temos uma semana para ecolher o titular nessa posição. Os concorrentes são, pela ordem: Arce, Cafu, Eurico, Djalma Santos, Zezé Procópio.

Homenagens

Com o perdão do autor, por falta de competência para fazê-lo tão bem, publico logo abaixo uma justa homenagem a nosso guerreiro Kléber:

A ARENA E O GLADIADOR"

"Nada inibe seu 'rush', inclusive a truculência adversária ..."


A "Arena" recebe seus competidores. A luta pela sobrevivência é árdua. Ao final, somente um contemplará a vitória.

As equipes sentem a responsabilidade; respeitam-se. Contudo, "A LENDÁRIA TORCIDA QUE CANTA E VIBRA" faz a diferença. Entretanto, os erros comprometem todo o incentivo. As dificuldades aumentam drasticamente.

Porém, um entre vinte e dois gladiadores tem a certeza de sua permanência no centro do palco. Ele é a figura do momento. Aquele homem é capaz de transformar sangue em medalha de honra. Indestrutível, é confundido com personagens que a História faz o favor de registrar.

Nada inibe seu "rush", inclusive a truculência adversária - por isso, teimam interpretá-lo desleal - o que é um desconhecimento de causa. Ele é o retrato vivo da sociedade, no uso da legítima defesa. A coragem mostrada por poucos.

O vislumbre da boa jogada termina nos pés do "Gladiador". Ele perfura a muralha defensiva, permitindo ao torcedor incrédulo esperar pelo último fio de possibilidade, definido pelo golpe de misericórdia da falta cobrada – para variar, sofrida por ele.

Momentos como esse não podem ser desprezados com críticas não fundamentadas. Se as chances teimam existir, agradeçamos à faca cerrada entre os dentes e à astúcia implacável do "Gladiador".

Afinal, os heróis não morrem. Na forma de estátuas se perpetuam.

E ainda assim, há quem não goste de Kléber.


Com isso espero homenagear duas pessoas: Nosso gladiador Kléber e o autor do texto - Catedral de Luz, que consegue sintetizar, nestas poucas linhas, o sentimento de gratidão que temos por aqueles que suam sangue para manter viva a mística Palestrina.

20 de out de 2008

Bolão - 31a. Rodada

Eis meus palpites para a 31a. Rodada do Brasileirão, que terá início na próxima quarta-feira, com continuação na quinta e encerramento no sábado, devido ao segundo turno das eleições municipais.

Bolão - resultados da 29a. e 30a rodadas - ATUALIZADO

Se não errei nada, e não me esqueci de corrigir nada de que me foi pedido, eis os resultados. Lembrando que como o Palmeiras somente empatou contra as 'meninas' não houve pontuação extra. Caso haja algo de errado, ou algo que eu tenha me esquecido de corrigir das rodadas passadas, me avisem que eu revejo os resultados. Valeu pela paciência.



______________________
Depois de passar mais uma vergonha. Depois de errar mais uma vez no resultado e ser chamado a atenção pelo Guto, eis o resultado atualizado do Bolão. Caso não haja mais nenhum erro é assim que estamos. Valeu Guto! Desculpem-me mais uma vez. A pressa, devido à falta de tempo, têm feito os erros desse escravo da escassez de tempo perseverar nos erros.

VAMOS ELEGER O MARCÃO

Via: ZeroZero10

Cinco brasileiros concorrem a prêmio da FIFA

Pela terceira vez a FIFA permitirá aos internautas que escolham o jogador de futebol mais popular de 2008, através de votação promovida no site da IFFHS (International Federation of Football History & Statistics).

Apesar de cinco brasileiros estarem na disputa, apenas dois atuam no país: os goleiros Marcos, do Palmeiras, e ....

Os outros são Diego, meio-campista do Werder Bremen (Alemanha), Ronaldinho Gaúcho, meia-atacante do Milan (Itália) e Robinho, atacante do Manchester City (Inglaterra).

100 jogadores de 58 países concorrem ao prêmio, que será anunciado em 9 de janeiro de 2009.


Clique aqui e vote no Marcão.

Palmeiras x Bambis

SEM TEMPO

Tanta coisa para falar, tanta escassez de tempo para fazê-lo, mas não posso deixar – logo no dia seguinte a uma batalha épica – passar batido. Então, vamos lá, na forma de DROPS:

SEM COLHÕES

Eu imagino o que diria a imprensinha se nós, vencendo o jogo como estava o time Leonor, na casa do adversário, deixássemos ELAS empatarem. Seria o total escárnio. Mas, não! Hoje, por toda a imprensa, se destaca o melhor homem em campo, o goleiro da sub-raça; eleito, cantado em verso e prosa, reeleito e a-do-ra-do como o melhor homem em campo. Só isso, nada mais, nada da garra verde, nada da partida de HOMEM feita pelo time e principalmente pelo Kléber (como joga, como se doa, como não desiste nunca). Eu prefiro destacar a falta de coragem do time Leonor, que mesmo com o time do Palmeiras totalmente aberto, partindo – até desordenadamente – ao ataque não teve COLHÕES nem para segurar um resultado que lhes era favorável. O time da imprensa se porta como time pequeno, que aliás o é.

CRUZ DE SAVÓIA: São Paulo: o sr. é casado? Tem filhos?
OBSERVATÓRIO VERDE: Uma semana para esquecer (que a próxima seja inesquecível).

LUXEMBURGO

Qualquer outro técnico teria continuado com o esquema de três zagueiros e veria no que ia dar. Não Luxemburgo. Ele saca um zagueiro, coloca um meia, se arrisca a tomar uma goleada; reforça o meio com um volante de ofício sacando um volante que joga mais avançado; saca um outro volante e bota um 'ponta'. Resultado: consegue empate e mostra o porque é o maior técnico brasileiro. O outro, prefere ironizar, com o azedume que lhe é de costume, mas que é tratado pela imprensa como 'autêntico'.

PARMERISTA: Palmeiras 2 x 2 São Paulo.

DENILSON

Toda vez que ele entrar eu direi que ele não decide jogo algum. Queimei a língua mais uma vez. O drible que ele dá no Alex no primeiro gol do Palmeiras, para depois dar passe para o Kléber, deixando o beque Bambi caído no chão, é coisa do velho futebol, jogada de ponta, daqueles que o Telê (Deus Bambi) enterrou – para a desgraça do futebol.

ROQUE JUNIOR

Não pode, de forma alguma, jogar com o esquema de quatro zagueiros (dois laterais e dois zagueiros). Apesar da categoria, de saber sair jogando, não tem – talvez ainda – o preparo físico para sair caçando atacante. Foi por uma jogada dessas que levou o segundo amarelo e foi expulso. Aliás, o cartão vermelho só veio porque havia tomado um cartão amarelo por ter 'encarado' um jogador Bambi que lhe atingiu por trás. O juizão (esse será um capítulo a parte) preferiu punir o agredido.

KLÉBER - O gladiador

Apanha o jogo todo, mas não afina. Encara os beques como há muito não se via no futebol brasileiro. Depois de apanhar o jogo todo, sofrer - novamente – o maior número de faltas em um jogo, recebeu mais um cartão amarelo, talvez porque o juiz não gostou de vê-lo apanhar, só pode ser isso. Ainda deixou o dele ontem. Guerreiro, encarna aquele espírito de homens como Edmundo, César, Galeano, Vavá... É a raça e a alma o time em campo. Fosse eu diretor do Palmeiras não vacilaria e comprava logo o passe do cara.

FORZA PALESTRA: Kléber, o Gladiador.

SÁLVIO SPÍNOLA

Como disse o Luxemburgo é um despreparado. Não agüentou a pressão e se deixou levar pela campanha feita durante a semana pelos diretores Bambis e por sua imprensa vendida. Deixou de marcar falta na entrada da área Bambi e na seqüência saiu o contra-ataque que resultou no pênalti que deu o primeiro gol aos Leonores. Expulsou o Diego Souza porque esse queria reiniciar o jogo rapidamente. Deu cartão amarelo o Roque Júnior porque esse 'encarou' um jogador Bambi que lhe dera uma entrada violenta por trás. Deixou o time Leonor fazer cera o quanto quis. Enfim, fraco, sem preparo. Esse é um dos candidatos a ser árbitro brasileiro na copa do mundo.

3VV: PÓS JOGO PALMEIRAS 2x2 SÃOvio Spínola FC: ESTAMOS VIVOS.


CAMPEONATO


Está aberto, pois o Celso Roth continua colaborando (o Grêmio perdeu da Lusa ontem). Caímos uma posição na tabela, mas 'caímos para cima', pois se a diferença para o líder, antes do início da rodada, era de dois pontos, agora é de apenas um. O problema é que o Cruzeiro nos ultrapassou e contra eles não temos confronto direto. Mas, não acredito no time mineiro. Sigo com a convicção de que precisamos roubar pontos dos concorrentes diretos (Grêmio e Flamengo) para chegarmos ao título. Na próxima rodada um jogo de risco no Rio, pois o Fluminense – novamente – vacilou. Não podemos perder pontos nesse jogo.

ARQUIBANCADA

Estive lá, novamente, para torcer e empurrar o time. Estava acompanhado da família Falavigna (Maurício, André e Raphael). Foi só o pé frio do Raphael sair, no intervalo, para o time empatar. Ele continua invicto contra os Bambis, nunca vence uma quando está presente. Da minha parte foi a última tentativa. Contra as meninas ele está proibido de freqüentar a arquibancada.




FORZA PALESTRA!

19 de out de 2008

Voltando pra casa

Dentro de quarenta minutos, eu e a família Falavigna (Raphael, André e Maurício) rumaremos para o Palestra. Estamos voltando, mais uma vez, pra casa.

Lá, junto com mais 25.000 vozes, empurraremos o glorioso Palestra para mais uma vitória rumo ao nosso 9o. título nacional.

Não é um jogo qualquer. Para além do fato de nos colocar em uma espécie de G2 (caso o Grêmio vença), ou nos alçar à liderança do campeonato (caso o Grêmio perca), esse é o jogo contra o inimigo, contra a sub-raça alienada, contra o time da imprensa, contra o time dos barões do café, contra o time do STJD... Por isso, ele é daqueles que nem imaginamos outra coisa que não seja muito suor, ou - como disse Diego Souza - um jogo para suar sangue.

Vitória ou derrota é do jogo. Por aqui apostamos na primeira hipótese (e fácil 3 x 0), mas o que importa mesmo é mostrar para essa gente que o Palestra, o Palmeiras, é um time de história, construído pelo sonho de milhares de 'italianinhos'.

Hoje, essa história, que se iniciou de um sonho - que há muito se tornou realidade, terá mais um capítulo.

Até depois do jogo, ou talvez só amanhã, pois não sei como estará o coração depois da guerra.

Forza Palestra!

16 de out de 2008

Super Herói

Logo abaixo uma singela homenagem ao anão/dirigente esportivo/vereador/dublê de Super Herói, que hoje, utilizando-se daquilo que o fez se eleger, a mídia, de forma oportunista tentou capitalizar encima da desgraça alheia. Coisa típica de gente sem caráter. Mas, esperar o que vindo de quem - e de onde – veio?

O nome dele e o time que representa eu me recuso a usar nesse espaço, mas vocês sabem bem de quem se trata.

15 de out de 2008

Não sou eu quem diz...

...é o Alberto Helena Junior (jornalista), que espinafra os colegas de profissão:

SALIVA PRESS

É espantosa a falta de criatividade das pautas jornalísticas, sobretudo às vésperas de um clássico como esse entre Palmeiras e São Paulo.

Tudo se resume num tititi de cortiço, comandada pelas donas Concettas de plantão: fulano disse isso, beltrano aquilo, chiiii…

Quanta bobagem. Que desperdício de papel e éter. [o grifo é meu]

E tome debates sobre o que um disse e outro replicou, entrevistas, enquetes, no rádio, na tv, na Internet, nas padarias e botequins da esquina.

Técnicos transformam esse diz-que-diz em tema de palestras flamejantes; outros, baixam a lei da mordaça no seu pedaço e assim caminha a humanidade, à beira do gramado, onde a saliva perde de goleada para o suor e o talento...

(...)

Groucho Marx deve estar se revirando no caixão.

PS: Pra quem não está ligado, Groucho, foi o rei do no sense.

Flores?

Como as meninas estão ofendidas (elas e sua imnprensa) por nossos bravos guerreiros terem ditos que em nossa casa mandamos nós, e que por lá somos favoritos, ontem uma das organizadas do Palmeiras teria enviado um presente inusitado aos inimigos de domingo.

Foi enviado um buquê de flores na cor rosa, dizendo para não se preocuparem, pois elas serão muito bem recebidas em nossa casa no domingo. [a imagem está do lado]

Acontece que não há maneira de elas se sentirem bem em nossa casa. Primeiro, porque como já foi dito lá é nossa casa, vamos passar por cima, atropelar, e mandá-las de volta com o rabinho entre as pernas. Segundo, porque a madame não se sente bem na casa daqueles que não lhes são iguais.

No mais, acho que foi uma 'provocação' inteligente.

Sugiro que sejam enviados outros 'mimos' para a madame: 1) algumas calcinhas femininas usadas, assim elas se desconcentrariam, pois achariam de um tre-men-do mal gosto; 2) um spray de pimenta, só para lembrar que como elas mesmas dizem: o Palestra é um inferno; 3) um vídeo com alguns gols (como esse abaixo) só para lembrá-las que aqui é Palmeiras. E você Palmeirense, que mimo enviaria para as meninas do Jardim Leonor?

Bom, até domingo tem mais; no domingo terá mais.

Bem-vindas ao inferno!

Forza Palestra!


14 de out de 2008

Bolão - 30a. rodada

Antes de meus palpites vamos a algumas considerações:

1. Os resultados da última rodada serão atualizados ao final dessa rodada. O tempo não me está sendo generoso.

2. Lembrando que para essa rodada temos pontução extra. Caso o Palmeiras vença (e vencerá) o apostador que acertar o PLACAR terá sua pontuação (total da 30a. rodada) multiplicada pelo número de gols marcados pelo Palmeiras no confronto com as meninas. No caso do Palmeiras vencer por apenas 1 x 0, por exemplo, a multiplicação será por 2. Daí em diante, multiplica-se pelo número de gol exatos marcados. Não precisa nem dizer que para isso valer o apostador NÃO PODE APOSTAR NO EMPATE. As demais regras são as mesmas. É a chance daqueles que estão um pouco desanimados pela sua pontuação de enconstarem nos líderes.

Eis meus palpites:

Ofendidas

“O Palmeiras tem de 60% a 70% de chances de vencer. Temos que acreditar no nosso time. Nosso grupo está forte e permanece focado” - Leandro, lateral esquerdo do Palmeiras

“A porcentagem de cada time, eu não sei dizer, mas tem o favoritismo do Palmeiras por jogar em casa, por tudo que já fez na competição. Temos a nossa força dentro de casa, como mandante. Não tem como negar” (...) “Eles (São Paulo) têm que encarar como quiserem, a gente deve fazer a nossa parte, temos a semana inteira para trabalhar, sabemos da nossa força em casa...” - Diego Souza, atacante do Palmeiras

“Acho que o São Paulo fez por merecer, tem que respeitar o time deles, mas o Palmeiras também tem o seu valor. Falam que o São Paulo está chegando, mas todos os outros times estão brigando, só falam do São Paulo, é isso que acontece. As pessoas só enaltecem o time deles” (...) “Toda equipe quer ser campeã. Eles (São Paulo) ganharam duas vezes, ótimo para eles, mas agora eu quero o título. Estou em time de ponta. É a minha vez e vou agarrar com unhas e dentes” (...) “Fiz a melhor escolha, ganhei o Campeonato Paulista, brigamos por títulos, estou sendo valorizado, é ótimo...” Diego Souza, atacante do Palmeiras

“Não vi nada de anormal nas declarações dos meus jogadores” (...) “Fiquei surpreso com todos os questionamentos sobre esse assunto, eles falaram somente uma realidade, já que temos quase 90% de aproveitamento no Palestra Itália nesta temporada. Somos favoritos em função disso” (...) “Nunca falamos que o São Paulo é fraco. Tudo isso faz parte do noticiário. Quando o São Paulo atua no Morumbi, também é favorito. Não acho nenhum absurdo” - Vanderlei Luxemburgo, técnico do Palmeiras.

Ficaram ofendidas? Querem saber?

Somos favoritos mesmo, vamos atropelar esse time bambi e vamos ganhar esse campeonato; queira ou não a imprensinha bambi, vendida e agora ofendida.

BWA de novo

A imagem ao lado é de uma das 'filas' para a compra de ingressos para o confronto contra Elas domingo no Palestra. Essas filas são na parte interna do clube, ou seja, fila para associados do Palmeiras.

Dessa vez a BWA se superou. Assim que abriram as bilheterias (2) constataram que um dos computadores estava com problemas, ou seja, para a venda dos ingressos você ia até um dos guichês que tinha que pedir ao guichê do lado que imprimisse o seu ingresso. Entendeu? O resultado era demora, ansiedade e desorganização. Mas, não para por aí.

Por ordem não sei de quem, por motivo que não sei o qual, você não podia comprar meia entrada e entrada inteira no mesmo guichê. Isso mesmo, você tinha que comprar os ingressos inteiros e depois entrar na fila novamente, só que agora a de meia entrada.

Isso mesmo, se comentarmos com o Manoel, o português da padaria, ele não irá entender o porquê disso.

Mais uma vez o torcedor é quem sofre. E olha que a fila no interior do clube, a dos sócios, não tinha mais que 100 pessoas. Imagino o que não está passando o torcedor que está nas filas da Turiaçu e da Francisco Matarazzo. Tenho certeza que no ritmo que são vendidos os ingressos, e com a falta de organização das filas, vai dar confusão. Quando saí de lá a polícia já estava de prontidão.

É assim que o Palmeiras, capitaneado pelo senhor Eben Gualtieri, trata os seus torcedores; é assim que ele (Gualtieri) quer 'qualificar' o torcedor que vai ao estádio.

Fora BWA!

Fora Gualtieri!

10 de out de 2008

P E R I G O !

Ele foi eleito vereador.

Há informações que pode ser nomeado SECRETÁRIO DE ESPORTES.

P E R I G O !

Eleito vereador, Marco Aurélio visa levar abertura da Copa ao Morumbi

"Não quero ser o vereador da Copa do Mundo. Nem mesmo sou o vereador de um clube só". Foram com essas palavras que o dirigente Marco Aurélio Cunha apareceu no CT do São Paulo nesta sexta-feira após ter sido eleito vereador pelo DEM, partido do atual prefeito Gilberto Kassab, na capital paulista. Apesar do discurso, o dirigente admitiu que, entre os projetos de seu mandato, está agilizar desapropriações para construção de um amplo estacionamento no estádio do Morumbi e levar a Linha Amarela do Metrô até a porta do estádio tricolor.

Para o novo vereador, que assumirá uma cadeira na Câmara em 2009, os projetos são de interesse público. Ambos têm, entretanto, objetivo claro de fazer com que o Morumbi esteja apto a receber o evento de abertura da Copa do Mundo de 2014 e também partidas do torneio.

"As obras beneficiam o São Paulo, mas beneficiam também todos os moradores da região. São obras de interesse público também. Então, até onde eu puder agir em favor dessas benfeitorias, vou fazer. Mas quero deixar claro que não estou na Câmara para ajudar o São Paulo. Estou lá para trabalhar em prol da classe média, que hoje é a mais desamparada", afirmou Marco Aurélio Cunha em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.

Mas se o dirigente considera que as obras atendem o interesse público, o mesmo não pensa a Associação de Moradores do Morumbi, entidade que representa os moradores da região. Carlos Magno Gil, presidente da entidade, afirma que ambos os projetos não interessam aos residentes locais.

"Como podemos pensar em um estacionamento amplo e, ao mesmo tempo, discutirmos sustentabilidade. Isso é algo que não entra na nossa cabeça. Além disso, não vejo como os moradores daqui vão ganhar com isso. O Metrô no Morumbi é outro problema. A estação não precisa ser aqui, dentro do bairro, com uma saída na boca do estádio. O correto, na nossa visão, é que os torcedores desçam próximo à Av. Francisco Morato e caminhem até o estádio", afirmou Gil.

O presidente da entidade também se queixou da falta de contato com os representantes tricolores. "Nunca conversaram conosco sobre qualquer obra aqui. Existem outras entidades que representam moradores de outras áreas do bairro do Morumbi e eles também têm a mesma queixa. Com o Marco Aurélio Cunha, por exemplo, nós nunca conversamos", completou.

Marco Aurélio Cunha foi eleito vereador com 38.421 votos. O montante fez o dirigente são-paulino o 19º candidato mais votado na capital paulista. Segundo ele, sua candidatura foi um pedido do atual prefeito e candidato à reeleição Gilberto Kassab. "Ele veio assistir ao jogo entre São Paulo e Boca Juniors, pela Sul-Americana, e me propôs a filiação aos Democratas. Eu aceitei e, algum tempo depois, ele me chamou para um almoço e me propôs a candidatura. Mostrou a importância da vida pública e aceitei", disse.

Após o convite, o dirigente diz apenas ter comunicado o presidente Juvenal Juvêncio de sua decisão. Segundo ele, em nenhum momento o mandatário tricolor fez qualquer pedido ao novo vereador. No entanto, sabe que poderá contar com o amigo para eventuais projetos que interessem ao clube. "Ele não precisa me pedir nada. Nos entendemos pelo olhar. Ele é um homem que enxerga lá na frente, sabe como o clube pode se beneficiar com a minha candidatura", afirmou Marco Aurélio Cunha, que funcionaria como interlocutor entre o time do Morumbi e os poderes executivos municipal e também estadual.

O são-paulino já vive o clima da vereança. Marco Aurélio Cunha fez visitas à Câmara e está se aprofundando no estatuto da Casa antes de decidir como montará seu gabinete - entenda-se por contratar funcionários. O dirigente, que quer ser um representante da classe média, também tem projetos fora do futebol.

"Quero trabalhar na área da educação, dar padrão físico às escolas municipais e aplicar o esporte nas atividades educacionais como um meio de socialização dos jovens. Quero trabalhar para a classe média também. É a parte da sociedade que mais paga impostos e que menos usufrui dos benefícios", finalizou


Via: UOL Esportes

Nota do Cruz de Savóia

Olha, deixo aqui o que deixarei postado em alguns blogs verdes em quais confio:

1) O blog realmente foi censurado sob a alegação de conter sinais de "blog-spam". Além da alegação ser ridícula, o método do blogspot lembra tempos negros desse país: primeiro eles tiram do ar, para depois, quem sabe, alguém analisar o conteúdo e "aprovar ou não" a liberação do blog.

2) Isso é mais do que vergonhoso. É preocupante, pois pode acontecer com qualquer um de vocês que escreva um texto que "irrite" alguém a ponto dessa pessoa te denunciar para a "polícia virtual" que nos cerca.

3) Sei bem, e os leitores sabem, quem ficou irritado. Às vésperas do nosso próximo jogo, isso não pode ser coicidência.

4) Todos os apostadores do bolão podem ficar tranquilos. Deixem seus palpites para o jogo contra as putas no blog do Ademir (FORZA PALESTRA!) que continuarei atualizando a tabela. Podem também ser enviados para lá os testemunhos de alguma partida que Madame ganhou roubado, valendo 43,2 pontos. Ou para meu email, onde estarei gerenciando em "off" essas seções do blog: cruzdesavoia@gmail.com.

5) Estou republicando todos os textos que consigo recuperar no endereço: http://cruzdesavoia.wordpress.com/. Pretendo que ali seja nosso novo ponto de encontro, ainda que o blogspot reestabeleça meu domínio, pois não posso mais confiar nessa gente. Todos os amigos estão convidados a visitar a nova página, puxar o feed e deixar seus comentários.

Censura - atualizado

A pedido do amigo Raphael do Cruz de Savóia, que continua fora do ar por motivo de censura, publico um poema do Maiakovski

NO CAMINHO COM MAIAKOVSKI

"[...]

Na primeira noite eles se aproximam
e roubam uma flor
do nosso jardim.
E não dizemos nada.
Na segunda noite, já não se escondem;
pisam as flores,
matam nosso cão,
e não dizemos nada.
Até que um dia,
o mais frágil deles
entra sozinho em nossa casa,
rouba-nos a luz, e,
conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.
E já não podemos dizer nada.


Atualização
: O Rapha mandou uma imagem que deveria ser colocada neste post. Me esqueci de adicioná-la, mas agora o faço.

Cruz de Savóia censurado I - atualizado

Dois blogueiros, rivais no futebol, mas solidários com o Cruz escreveram um manifesto em solidariedade ao Raphael.

Cliquem aqui e leiam.

Atualização: Mais mensagens de solidariedade continuam a chegar. Agora do Rafael do Palmeiras Let´s Gol, e do Leandro - leitor do Cruz. Leiam:

Rafael Let´s Gol:


Sacanagem hein. E ainda apontam um motivo falso para retirá-lo do ar. Tá na cara do que é que se trata.

Tenho a intenção de fazer um tópico de solidariedade e repúdio lá no Palmeiras Let's Gol!, caso vc concorde.

Nos mantenha informado de qualquer fato novo a respeito.

Abraço Raphael


Palmeiras Let's Gol!



Leandro:


Raphael

Passeando pela internet vejo já alguma manifestações de solidariedade, que inclui a minha.

Como nos email que trocamos antes, força para continuar o belo trabalho que você faz.

Aos demais

Concordo com o Rafael, todos da Mídia Palestrina, Fóruns, Blogs e Sites DEVEM demonstrar sua solidariedade e divulgar a censura e o conteúdo de boa qualidade do site...

No mais um abraço à todos e FORÇA CRUZ DE SAVÓIA E FORÇA PALMEIRAS NESTA RETA FINAL.

LEANDRO

Cruz de Savóia censurado

Está confirmado, o Blog do amigo Raphael (Cruz de Savóia) foi censurado pelo Blogger.

Leia abaixo a mensagem deixada pelo Raphael:

Estou avisando o máximo de amigos que posso: o Cruz de Savóia foi censurado e retirado do ar.

Alegaram que a página tinha sinais de "blog-spam" e precisa ser averiguado por "alguém que vai analisar o conteúdo".

Como já deixei registrado em alguns blogs: é como se te matassem por ser suspeito de um crime, para depois abrir investigação.

A gente sabe quem age assim, desde os anos de ferro desse país...

Aviso que estarei criando outro domínio se não recuperar esse logo - e depois avisarei a todos. Só gostaria de lembrar que qualquer um está sujeito a isso....

Valeu!


Nossa solidariedade ao Raphael e aos leitores do Cruz.

Repito que se o Raphael - enquanto não criar outro espaço - quiser publica por aqui está convidado.

Não nos calarão!

Cruz de Savóia

Desde hoje pela manhã os leitores - eu incluso - não conseguimos acessar o Blog CRUZ DE SAVÓIA.

Vou entrar em contato com o Raphael para ver o que está ocorrendo. Deve ser censura.

A mensagem apresentada é a seguinte:



Se alguém souber o que pode ser isso entre em contato que repasso para o Raphael.

No mais, se o amigo Raphael quiser postar por aqui é só mandar os textos que eu aceito.

Não nos calarão!

9 de out de 2008

Não há de ser nada... e não é

Calma amigos, o resultado de ontem – apesar de termos perdido mais dois pontos para essa merda de time, dirigido por um merda de técnico; time esse que joga para empatar em casa, que 'picota' o jogo fazendo 300 faltas, todas com a anuência e complacência de Sua Excelência o 'pior' apitador desse país – não é o indício, nem o início, do fim de nossa sonho pelo 9o. título brasileiro. Tudo está sob controle. Explico o porquê.

Antes do início dessa rodada fiz algumas contas e cheguei ao resultado de que se o Palmeiras conseguir amealhar 22 pontos, dos 30 possíveis, será o campeão. Mas, para isso, terá que 'roubar' pontos daqueles que estão na briga direta pelo título. Ou seja, temos que vencer os confrontos diretos contra: bambis, Grêmio, Flamengo e Botafogo. Aí serão 12 pontos; mais três vitórias contra Ipatinga, Vitória e Goiás nos darão mais 9 pontos e chegaremos, nesta fase do campeonato, a 21 pontos; sobra ainda o jogo contra o Santos na Vila. No cálculo que fiz ainda haveria o jogo contra a 'porcaria' do Figueirense, como ganhamos apenas 1 ponto, é o que basta para atingirmos os 22 de meus cálculos. Com isso, chegaríamos a 75 pontos e um aproveitamento de 65,79% do total dos pontos, e 73,33% dos pontos dessa fase restante (30 pontos em jogo).

Para atingirem o mesmo percentual as outras equipes teriam que:

Grêmio
: marcar os mesmos 22 pontos e nos ultrapassar em número de vitórias, ou nos superar em saldo de gols (o que já fez ontem);

Cruzeiro
: teria que fazer 26 pontos, nos ultrapassar no número de vitórias e manter o saldo melhor que o nosso. 26 pontos significam, nesta fase, 86,67% de aproveitamento;

Flamengo: Idem Cruzeiro;

SPFW: Idem Cruzeiro e Flamengo.

SPFW, Flamengo e Cruzeiro, têm hoje – até a rodada 28 – um aproveitamento de 56,32% dos pontos disputados, ou seja, têm uma diferença de 30,35% para atingirem o percentual que nos tiraria o título, caso façamos os 22 pontos.

Convenhamos, tarefa difícil, pois isso significaria quase que dobrar o aproveitamento.

Conclusão: dependemos apenas de nós, de uma pequena secada no Grêmio – que é quem percentualmente – nos ameaça. Mas, principalmente, TEMOS QUE VENCER OS CONFRONTOS DIRETOS.

Esse exercício poderia se chamar Blog do PVC, são apenas números – que vão por terra com a mesma facilidade que foram alçados à categoria de interpretação da realidade -, mas, como eles gostam de números para balizar suas ilações sobre as possibilidades dos adversários e as impossibilidades do Palmeiras, resolvi fazer umas continhas (que inclusive podem estar erradas).

Puro 'achismo', pura torcida (acho que é assim que eles fazem).

Forza Palestra!

8 de out de 2008

Zenga é Palmeiras

Vejam trecho da entrevista do atual treinador do Catânia, e ex-goleiro da seleção italiana, Walter Zenga.

A entrevista foi publicada no Blog "A Bola na Bota", do jornalista Gian Oddi.

O MISTER E O PALESTRA

A frase
“Todos dizem que gostariam de dirigir o Real Madrid e o Manchester, mas eu gostaria de ir ao Brasil treinar o Palmeiras.”

Por quê?
“Não sei, provavelmente porque o Palmeiras é o time mais italiano. Tem origens italianas. E eu tenho amigos como José Altafini e Darwin Pastorin, pessoas que sempre tiveram uma ligação com o Palmeiras. Talvez eu seja atraído pelo Palmeiras também porque o time tem goleiros fortes, e como eu fui goleiro… Quando você é garoto sempre simpatiza com um time, e eu era simpatizante do Palmeiras. Quando posso, assisto. Se passa um jogo do Brasileiro que tem o Palmeiras, eu vejo.”

Conhece o time atual?
“Eu conheço, mas, como sou técnico de um time da Série A, qualquer nome que eu dissesse acabaria sendo um problema.”

E o atual técnico, Vanderlei Luxemburgo?
“Eu o conheço e vi algumas coisas interessantíssimas que ele faz nas bolas paradas.”

Pretende vir assistir a um jogo aqui?
“Quando tiver uma pausa, vou certamente ver um pouco de jogos no Brasil, onde nunca estive. Mas o fato de eu simpatizar pelo Palmeiras não quer dizer nada. O time tem um ótimo técnico e portanto ele continuará.”

Clique aqui e ouça a entrevista na íntegra.

7 de out de 2008

Família Palmeiras

Sempre digo que um dos grandes prazeres que tenho é freqüentar as arquibancadas do Palestra, pois lá - desde o aquecimento (cerveja), até o alongamento (sanduíches, churrasquinhos e... mais cerveja) - é onde encontro bons amigos (os de sempre e os novos).

No último domingo (ato falho, o jogo foi no último sábado) não foi diferente. Estive lá levando minha força e meu grito de apoio ao Verdão junto com o amigo de longa data Raphael (Cruz de Savóia). Além disso, encontrei os amigos de sempre: Serginho, Leandro (a quem agradeço por ter conseguido o ingresso), gringo, balão etc. Também encontrei o Pharinha (um dos editores do Carcamanos) e o Barneschi do Blog xará (ForzaPalestra).

Além disso, tive a oportunidade de conhecer o autor do banner que hoje enfeita da parte superior do Blog, o amigo e leitor do Forza Carlinhos, que desde a manhã de domingo estava nos arredores do Palestra junto com o Márcio e com o Toninho, todos de Botucatu - distantes aproximadamente 200 km da capital -, mas os três apaixonados pelo Verdão.

Aproveitamos e registramos (o Toninho Panhozzi o fez) as imagens do 'grande encontro', inclusive o Carlinhos estava trajando o brinde que recebeu por ter vencido o concurso do banner.

Aos velhos e novos amigos a certeza que estaremos juntos em novas jornadas no Palestra, unidos – que sempre estaremos - pela paixão que nos move: a grandeza do glorioso Palestra Itália.

Abraço a todos e espero que de uma próxima vez - com mais tempo - possamos 'desfalcar' um pouco mais os estoques de cerveja dos bares e dos ambulantes dos arredores do Palestra.

Eis as fotos:

(Carlinhos - com a camisa do Oberdan, eu, e o Márcio de Botucatu)






(Márcio de Botucatu, Pharinha do Carcamanos, Raphael do Cruz de Savóia, eu, e o Carlinhos de Botucatu).

6 de out de 2008

Atentos - atualizado

Caros Palestrinos, temos que ficar muito atentos nos próximos quatro anos, pois o Anão de Jardim, o palhaço do jardim leonor, se elegeu vereador.

Acontece que sabemos como age essa gente, e como teremos copa do mundo eles farão de tudo para conseguir algum dinheiro público para reformar aquele elefante branco.

Então, fiquemos atentos e fiscalizemos o que esse representante leonor fará na câmara dos vereadores.

Atualização: Tenho um professor de sociologia que sempre diz que nesse país o pior está sempre por vir. Com o tempo fui compreendendo que - invariavelmente - ele tem razão.

Acabo de ler em um Blog que cogita-se, caso Kassab seja eleito prefeito, alçar o recém eleito vereador Marco Aurélio Cunha (DEM) a um cargo de maior importância. Não, não é de presidente do SPFW, nem mesmo diretor de marketing lá para os lados do Jardim Leonor, muito menos 'bobo da corte' do império da elite paulistana, mas - vejam só - querem o alçar ao cargo de SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ESPORTES.

Como todos sabem o Brasil sediará uma Copa do Mundo (2014) e uma das equipes que pleiteiam ter jogos em seu estádio é o SPFW, mas para isso terá que desembolsar enorme quantia para cumprir as exigências técnicas da FIFA. Por enquanto, só um projeto e nada de dizer de onde sairá o dinheiro.

Ontem, no mesa redonda da TV Gazeta, o gerente de marketing do time Leonor disse que o SPFW irá desembolsar grana para reformar o estádio, fora dele - segue dizendo - cabe ao pode público investir. Entenderam?! O poder público, com o meu, o seu, o nosso dinheiro, financiará (ou deve financiar, segundo o diretor de marketing leonor) as melhorias no entorno do estádio (transporte, estacionamento, vias de escoamento etc.).

O fato do atual prefeito e candidato à reeleição ser sãopulino, do recém eleitor vereador e postulante ao cargo de secretário de esportes também o ser, pode não ser mera coincidência.

Como disse no título e no corpo deste post: FIQUEMOS ATENTOS E VIGILANTES.

Veja a nota do Blog do Massi: Marco Aurélio Cunha é eleito vereador em São Paulo, mas corre risco de nem assumir.

____________________
Procurei - desde sempre - não tratar de política partidária neste espaço, mas daí a me omitir em um caso desses é outra coisa.

5 de out de 2008

Bolão - 29a. rodada

Antes que eu me esqueça da rodada, antes que eu troque adversários, antes que eu faça m....

Bolão - resultado da 28a. rodada

Em uma rodada onde o editor errou quase tudo; inverteu jogos e se esqueceu de que haveria rodada no meio da semana; temos mudanças quanto à liderança do jogo.

Como me esqueci do jogo da quarta-feira (Fluminense X Goiás) computei um (01) ponto para todos os apostadores. Os jogos da quinta-feira (Cruzeiro x Sport; e Vitória x Portuguesa) foram invertidos, o que pode ter causado confusão na hora da aposta, por isso, também resolvi computar um ponto (01) para todos os apostadores. Ou seja, todos os apostadores tiveram três (03) pontos computados para os jogos do meio da semana.

Espero que me perdoem pelo erro. Caso se sintam muito prejudicados avisem que - caso-a-caso - revisarei a pontuação.

No mais, o Guto, depois de 28 rodadas perde a liderança. O novo líder e detentor - provisoriamente - da camisa é o Pinho que, como eu, acertou o placar do jogo do Palestra e ganhou quatro (04) pontos extras na rodada.

O jogo ganha vida, segue emocionante. Lembrem-se, no jogo contra os bambis havera pontuação extra.

Volto a repetir: em caso de algum apostador se sentir muito prejudicado por causa do erro deste editor, entre em contado.

Desculpem-me e valeu!

Eis:

Palmeiras x Atlético/MG

Quer sabe como foi o jogo? Leiam o que escreveu o Conrado, do Parmerista, pois como sempre ele enxerga do aquilo que nos momentos de paixão e nervosismo não conseguimos ver.

Quer ver um 'mea culpa'? Leiam o Raphael (Cruz de Savóia), pois nos momentos de dificuldades DENILSON neles! Esse 'mea culpa' cabe bem para mim também.

Querem sentir o que sentiu um Palmeirense nas arquibancadas ontem? Só tomando um... E com pouco gelo (3VV).

Eu? Só comemorando. Afinal, estou na fase 'paz e amor'. Chora 'imprençinha', afinal - ainda somos líderes -, os leonores seguem - como há cinco rodadas - ainda na 5a. colocação, apesar de dizerem que 'elas' sobem.

O que mudou com os resultados da rodada de ontem onde todos os candidatos ao título venceram? Essa é fácil, falta menos uma rodada; ainda lideramos, queiram ou não.

Agora é não vacilar na quarta contra o Figueirense. Os pontos que nos roubaram (2) no primeiro turno têm que ser recuparados agora. Só isso.

Agora só faltam 10.

Forza Palestra, rumo ao 9o. título brasileiro.

4 de out de 2008

Palestra

Daqui a pouco eu e o Raphaello (Cruz de Savóia) rumamos ao glorioso estádio Palestra Itália para vermos mais uma vitória do Verdão. Vamos, sem ingresso (já esgotados), na esperança de que algum amigo tenha algum extra. Mas, de todo modo lá estaremos, seja dentro ou nos arredores do Palestra para vibrarmos e passarmos nossa esperança em mais um título brasileiro, que pelas minhas contas serão NOVE.

Até depois da vitória!

Palhaços de toga

Esse tribunal de 'justiça' desportiva é composto, basicamente, de um bando de PALHAÇOS (me desculpem os profisionais do riso) querendo aparecer. Eis, com qual notícia me deparo hoje pela manhã.

Diego Souza e Lenny retornam ao STJD
Procuradoria do STJD recorre à absolvição dos atletas e pede um novo julgamento


Diego Souza e Lenny sentarão no banco dos réus novamente. A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva recorreu à decisão que absolveu os jogadores do Palmeiras. O Recurso Voluntário será julgado pelo Pleno do STJD, ainda sem data da sessão definida.

No julgamento da última sexta-feira, Diego Souza foi absolvido pela maioria dos votos. O camisa 7 do Palmeiras foi denunciado por causa de uma imagem de vídeo, na partida contra o Cruzeiro, no Mineirão. Na ocasião, o meia atingiu com a mão, o rosto de seu adversário. A acusação prevê suspensão de uma a três partidas.

O atacante Lenny é outro que também será julgado pelo Pleno. O atleta teve sua pena desclassificada, que prevê suspensão de duas a seis partidas. O atleta respondeu pela expulsão com a apresentação do segundo cartão amarelo, recebido após acertar um adversário com um carrinho na canela.

Com isso, o clube terá de defender seus atletas mais uma vez. Líder do Brasileirão, com os mesmos pontos que o Grêmio - 50 -, o Palmeiras segue como candidato ao título.


Se ontem o café do Vicente foi amargo, hoje foi o meu que amargou.

3 de out de 2008

BWA, Ingressos...

“Na sindicância, percebemos que a BWA tem um sistema de informática ultrapassado. Pelo que ouvi no clube, o contrato começa a ser rescindido a partir da próxima semana” - Gilto Avalone.


Que os céus te ouçam Senhor Gilto, que os céus te ouçam!

Leia matéria (clicando aqui) sobre a saída de Gilton Avalone da presidência da comissão de sindicância que apura iregularidades na comercilização dos ingressos - pela BWA - para os jogos do Palmeiras.

Pelo jeito tem gente dentro do Palmeiras que teme a BWA, porquê será?

Imprensando a imprenÇa

Essa veio lá do 3VV.

Um café da manhã estragado pelo dever de ofício em ler os periódicos oficiais da madame. Ainda bem que o Vicente não paga pelo jornal; mesmo assim, sugiro que da próxima vez pegue o periódico, encontre uma feira livre e o ofereça - também gratuitamente - ao vendedor de peixes, esse fará bom uso daquelas páginas recheada de inconsistências, rancores e perseguições.

Eu, de minha parte, sigo na base da paz e do amor; me divertindo com essa gente incompetente e patética.

Mas, vamos lá. Vejam o que relata o Vicente:

Bom Dia, olha a Folha do São Paulo aí de novo...

Por Vicente Criscio

Parei prá tomar meu café da manhã na minha cafeteria preferida. Quando estou em São Paulo essa é minha rotina diária.

Abro os jornais - não compro mais lembram? leio os dois periódicos da cafeteria - dou de cara com o seguinte título na capa do caderno de esportes da Folha de São Paulo:

Quebrado, Palmeiras quer esquadrão

Clube amarga dívida de R$ 56 milhões, mas Presidente fala em reforçar equipe de olho na Libertadores do ano que vem

Fiquei pensando: deve ser duro prá certos jornais e jornalistas os dias de hoje. Falar sobre o que não conhecem ou não gostam: Blogs, Web 2.0, Palmeiras líder no Brasileiro, Cauda Longa, Corinthians na série B, Bolsa a -9, +7 e -7, São Paulo com desempenho medíocre, finanças no futebol, Palmeiras nas 4as de final da Sul-Americana, Palmeiras se reforçando prá Libertadores, Palmeiras fazendo sua arena sem dinheiro público.

Deve ser muito difícil!

Os jornalistas Eduardo Arruda e Renan Cacioli fizeram uma matéria para denegrir a imagem do Palmeiras. Essa é a única interpretação que posso ter. Além do título pouco elogioso, começam o texto assim: "Refém de negociações feitas pela parceria e empréstimos bancários...".

Releia as palavras: QUEBRADO, REFÉM, DÍVIDAS DE R$ 56 MILHÕES.

A sorte deles é que do lado de cá não tem amargura. Porque se tivesse dava prá falar um monte de coisas do periódico... de perda de receita, mediocrização da sua linha editorial - menos a da Editoria de Esportes, que há muito tempo é medíocre - a outras coisas menos nobres.

Em tempo: no meio da matéria - perdi não mais do que 2 minutos e parei de ler - eles lembram que dos R$ 56 milhões, R$ 30 milhões vêm da Timemania. Mas esquecem de dizer que o Palmeiras é um dos que apresentam menor dívida.

E em tempo ii: nada do que falo aqui isenta o atual Presidente e seu Diretor Financeiro das trapalhadas e da péssima gestão financeira que fizeram no biênio 2005/2006.

Quem quer se informar de verdade, com qualidade e de forma exaustiva sobre as finanças do Palmeiras sugiro ler os artigos do Luis Fernando Tredinnick, que escreve todas as sextas-feiras aqui no 3VV.

Saudações, vamos trabalhar!


E Vicente, o café deve ter sido bem amargo!

2 de out de 2008

Ferrari

Que tal?



Tenho amigos Palestrinos que acham que fórmula 1 é coisa de bambi. Eu não. Assisto, acompanho e gosto. Tenho lado, sou Ferrarista, pois considero a escuderia (guardadas as proporções) igual ao Palmeiras; mais uma mostra que aquela gente 'desqualificada' que veio, ou que se mantém naquela 'bo(s)ta', capaz de mostrar coisas gradiosas.

Se sair do papel pode reservar a minha, com número 10 e com meu nome estampado nas costas: ADEMIR 10.

É Palestra Itália cazzo, Palestra Itália!

Prestem atenção nas palavras em negrito:

“No Parque Antartica, o Palmeiras entrou com cinco titulares...” - Jogo aberto/Lédio Carmona

“Diego Souza... superou o encharcado gramado do Parque Antarctica ...” - UOL Esporte

Agora eu pergunto: o que ainda faz um jornalista, um jornal, um portal, um comentarista, um narrador etc. chamar o estádio do Palmeiras de Parque Antartica (ou Antarctica, ou Antártica, ou Antárctica)? Má vontade ou desinformação. Em ambos os casos é imperdoável para um jornalista.

Pode parecer que estou ficando velho (estou) e implicante, mas ontem ouvindo o Cléber Machado repetir – 'aos cântaros' (na mesma intensidade que a chuva que caia) - Parque Antárctica, me irritei e resolvi fazer uma pequena pesquisa junto aos 'jornalistas' e ver como nomeiam o glorioso Palestra Itália.

Ainda tem jornalista que não aprendeu o nome do estádio do Palmeiras. Então, resolvi ajudá-los: É Palestra Itália cazzo, Palestra Itália!



Pra não dizer que não falei das flores (e pra ser justo):

“O Palmeiras receberá o Galo... no Palestra Itália.” - Blog do Birner/Vitor Birner

“O Palmeiras... para 4 mil torcedores no Palestra Itália...” - Blog do Juca/Juca Kfouri

Imprensando a imprença

Para a seção imprensando a imprença essa vem lá do OV.

Ainda bem que eu estou na fase paz e amor, senão algumas genitoras seriam ofendidas.

TUDO TEM LIMITE!

Certo, a gente sabe que os painéis são as calorias vazias do jornalismo. Basicamente, um monte de boatos e balões-de-ensaio de interesses aqui e ali.

Mas tudo tem limite nesta vida. Olha o que foi publicado hoje na edição impressa do Lance!, na coluna De Prima:

Sucesso

Foi considerada um sucesso a “operação abafa escândalo” da diretoria do São Paulo para conter as notícias sobre o suposto abuso de jogadores nas noitadas: resumindo-se às punições aos laterais Éder e Junior. A comissão técnica temia que a turbulência atrapalhasse a ascensão do time, que está a apenas quatro pontos do líder Palmeiras (contra o qual haverá confronto direto).


Como assim, “Foi considerada um sucesso a ‘operação abafa escândalo’”?.

A gente até duvida, mas o fato é que o Lanche! ainda tenta se vender como jornalismo. Como é que, então, soltam uma nota batendo palminha para a neutralização de um escândalo que eles mesmos deveriam investigar?

Aí dou uma olhadinha na seção dedicada aos leonores. E o destaque é:

Ajoelhou, tem que jogar

De joelhos, Rogério Ceni volta a treinar no campo e já projeta retorno antecipado contra o Ipatinga


Você viu, treinando de joelhos! Ah, é um exemplo. Um abnegado mesmo.

E o escândalo? Nada tema, amigo leonor.

Conversa com o presidente

Envolvidos do elenco na confusão vão explicar o que ocorreu para Juvenal Juvêncio, para acabar com o mal entendido


Que beleza.

A gente sempre desconfiou que boa parte do pessoal do jornalismo esportivo fosse simplesmente preguiçoso. Mas aí já é demais.

***

Mudando um pouco (bem pouco) de assunto: alguém chegou a ver a propaganda eleitoral do M. A. Cunha no Lance? Na sessão leonor, com tipologia remetendo à camisa do time e tal?

A bola foi levantada pelo LULA no post anterior, mas é grave demais para passar batida. Afinal, como fica a autonomia de um veículo de imprensa se o dirigente de um clube/editoria é, também, político interessado em comprar espaço publicitário?

Feio. Feio feio feio. Muito feio.

***

E que estréia do Roque Jr., não? Coisa finíssima.


Todos os dias, do lado direito - nos links - um novo texto no IMPRENSANDO A IMPRENÇA (assim mesmo, com cedilha).

Drops

Water Polo 1

Pior que assistir a Ancash x Palmeiras no Peru foi assistir Palmeiras x Ancash no Palestra. Os dois piores jogos da história do futebol mundial. Se no primeiro foi aquela aberração de grama sintética, ontem foi a aberração dos céus (dilúvio) e o jogo foi disputado em uma piscina. Além disso, está claro que o time (a torcida também, 'me inclua dentro dessa') ainda não está 'focado' no torneio.

Water Polo 2

Quando o Luxemburgo reclamou do gramado (lembram-se que encharcou também em outro dilúvio) o mundo caiu de pau. Mas, me digam uma coisa: qual a desculpa de ontem? Se havia setores do gramado em condições o porquê em outros havia poças d´água? Ah! Choveu muito, blá, blá, blá... Não há desculpas, há um problema com a drenagem do gramado e ponto.

Roque Junior

Apesar de não ter sido testado na defesa (o time dos caras veio para empatar) boa estréia. Até jogada de passagem, feito lateral, ele fez. Dez (10) Gladstones e mais dez (10) Jécis não dão meio Roque Junior. Acho que foi uma boa contratação.

Sandro Silva

Está caindo de produção. Além disso, não me lembro uma boa partida dele junto com o Jumar. E aquela falta! Coisa mais 'estabanada' (como diz minha mãe).

Jumar

Golaço, e só. Precisa mais?!

Torcida


Mesmo com chuva, mesmo sendo um torneiozinho que ainda não pegou, mesmo em horário 'pornográfico' (graças, mais uma vez, ao câncer chamado Rede Globo) estava lá em bom número. Por falar em Globo vocês sabem qual o jogo que irão transmitir no sábado?

Política interna

Estão na fase dos acordos (coisa normal de se acontecer). O que me assusta é que a única coisa que não está sendo discutida e acordada é o futuro do Palmeiras. Só projetos pessoais. Lamentável.

Imprensa

Estou na fase 'Forza Palestra paz e amor'. Como o amigo Raphaello agora estou é me divertindo. Passei da fase raivosa para a fase do escárnio. Essa gente é PATÉTICA!

Perguntas


Quando é que o Palmeiras irá estrear na Copa Sulamericana?

O que é Copa Sulamericana?

Para que serve a Copa Sulamericana?

1 de out de 2008

Bolão - 28a. Rodada (atualizado)

Por pura distração, ou melhor me explicando, por não prestar a mínima atenção ao que noticiam os tablóides da imprensinha para além do time do Palestra Itália, não me dei conta de que a 28a. rodada do campeonato brasileiro - do ano da graça de 2008 - se inicia hoje (vai se saber o porquê!) com um jogo isolado entre Fluminense e Goiás. Pois bem, não abri as apostas em tempo hábil; então, todos terão apenas nove (nove) jogos para apostar no próximo final de semana. Os pontos deste esquisito jogo isolado serão computados para todos, ou seja, todos largam com um acerto já no final de semana. Ok?

Atualização: fui informado que teremos amanhã mais dois jogos. Quem fez essa tabela está querendo me derrubar. Mas, vamos lá.



Para o jogo de hoje vale o que foi escrito no ínicio do tópico: acerto para todos os apostadores. Para os de amanhã - como no jogo do bicho - VALE O QUE ESTÁ ESCRITO.

Bolão - resultado da 27a. rodada

Antes da tabela de classificação uma explicação. Com a dúvida da última rodada sobre dar os pontos para quem acerta o artilheiro mesmo errando o placar do jogo do Palmeiras, e com a decisão de que isso não seria possível, o Guto - mesmo liderando nosso bolão - mandou mensagem dizendo que na 25a. rodada eu havia computado os pontos pelo palpite dele no gol do Diego Souza, mesmo ele tendo apostado em empate no jogo contra as Marias. Pois bem, fui verificar e vi que isso havia ocorrido, por isso - infelizmente - tive que subtrair cinco (5,00) pontos do líder do jogo, a quem eu agradeço por ter entendido o espírito do jogo: uma brincadeira entre os Palmeirenses que freqüentam o Blog, nada mais que isso. Valeu Guto!

Com isso ficamos assim, e o jogo (pelo menos na parte de cima da tabela) pega fogo.




Promoção Palmeiras x SPFW
: para dar mais emoção ainda em nosso bolão, criei uma pontuação extra para o jogo contra os bambis. É assim: ficam mantidas as mesmas regras dos jogos do Palmeiras (pontos extras se acertar placar e artilheiros), mas se o apostador acertar o Placar (somente o placar) sua pontuação total da rodada será multiplicada pelo número de gols que o Palmeiras marcar. Ou seja, ganha ponto extra (4,00) por ter acertado o placar, pode ganhar pontos extras se acertar o artilheiros (5,00), ganha um ponto por acertar que o verdão ganha o jogo, e ainda, ganha mais pontos extras (multiplicado-se a pontuação da rodada pelo número de gols marcados pelo verdão no jogo). E se for somente 1x0, mutiplica-se só por 1? Não! Multiplica-se por 2. Então, 1x0 e 2x0 dá na mesma. Mas, lembrem-se, somente vale em caso de VITÓRIA do verdão.

Com isso queles apostadores que andam desanimados, e até aqueles que perderam as esperanças, podem ganhar um novo gás (ops!).

Então, é apostar em uma goleada e torcer para que ela venha.

Forza Palestra!