A ARQUIBANCADA NA REDE - WEB ARQUIBANCADA
"Em 40 anos de jornalismo, nunca vi liberdade de imprensa. Ela só é possível para os donos do jornal". (Cláudio Abramo, que dirigiu Folha e Estadão)

Busca

Pesquisa personalizada

28 de nov de 2007

Mídia Alternativa

Estou em Salvador participando de uma Oficina sobre Inclusão Digital. Aqui conheci o Tiago, ele veio dar uma palestra sobre mídia alternativa.

Muito boa palestra e idéias de como furar o cerco dos 'jornalões'.

Em tempo: O tiago é um dos editores do OBSERVATÓRIO VERDE. Autêntica e inteligente Mídia Alternativa Alvi-Verde. Vale a pena prestigiar. Já está nos links de indicados.

Por enquanto é isso. Valeu.

19 de nov de 2007

JARDIM LEONOR UTEBOL CLUBE - Fim

Hoje, om um dia de atraso, publico a parte final da nebulosa história do time da modinha.

A TENTATIVA DE SER GRANDE

Você sabia...

Que o time dos quatrocentões, da extrema direita paulistana, dos políticos sempre relacionados com a ditadura (que sempre cresceram nos piores momentos do País) conseguiu amealhar um bom patrimônio, mas nunca venceu sua maior dificuldade? A falta de torcerdores.

Que com uma história propositadamente mal contada (envergonhados do próprio passado) os dirigentes lutam por criar uma identidade que não existe? Isso mesmo, o SPFC é um clube sem alma e sem história de superações e heroísmos de seus antepassados, restando criar o simbolismo de "clube da moda", de embalo, na eterna luta de tentar transformar "simpatizantes" em "torcedores reais".

Que o verdadeiro vínculo e a verdadeira paixão o marketing não consegue resolver? É na adversidade que se criam e se fortalecem os vínculos reais e eternos. Não por acaso, o SPFC faz campanha na TV para que seus "simpatizantes" tentem transformar seus filhos em torcedores, uma ação que os rivais fazem por identidade, alma e paixão!!!

SPFC... Uma história que ainda precisa ser contada.

E será !

Fonte: http://www.verdadeiraverdade-bambis.blogspot.com/

17 de nov de 2007

JARDIM LEONOR FUTEBOL CLUBE - 4a. Parte

Hoje: A FALTA DE TRADIÇÃO

Você sabia...

Que o SPFC nunca disputou a Taça Brasil, pois este torneio admitia somente os campeões estaduais?

Que o SPFC é o único clube grande da capital que NUNCA conquistou a Copa do Brasil?

Que o SPFC é o único clube grande da capital que NUNCA vestiu a camisa da Seleção Brasileira?

Que o SPFC é o time grande da capital com menor média de público nos últimos brasileiros?

Que o recorde de público no Morumbi é de uma reunião dos Testemunhas de Jeová [162.957 em 1985]?

Que o 2º maior público do Morumbi foi quando o SCCP perdeu da Ponte em 1977 [138.032]? Sim, o recorde foi no domingo, quando o SCCP perdeu da Ponte. Na quarta, no jogo em que sairam da fila de 23 anos, a torcida amarelou e o público foi bem menor [86 mil], ou seja, cerca de 50 mil "fiéis" perderam a confiança.

Que o 3º maior público do Morumbi foi um Palmeiras e Santos em 1978 [123.318]? Resumindo, a torcida do SPFC só aparece no próprio estádio, como o 8º maior público da história, ainda assim porque jogou contra o SCCP nesta data [1982].

Que o Morumbi não é, nem nunca foi, o maior estádio particular do mundo? Medido de forma padronizada pela FIFA, o Morumbi com seus 80 mil lugares aparece na 28ª posição no ranking mundial, bem atrás por exemplo do Nou Camp do Barcelona, que comporta 98.787.

Amanhã o capítulo final: A TENTATIVA DE SER GRANDE. Não percam!

16 de nov de 2007

Alguns metros quadrados de Europa na Turiassú

Via: Blog do Juca


Por BRUNO MORAES BONSANTI

Cheguei ao Palestra Itália às 21:40. O jogo começaria em cinco minutos.

Achar a entrada do setor Visa não foi difícil, pois um outdoor enorme com o símbolo da conhecida bandeira de cartões de crédito afasta qualquer possibilidade de erro.

Quando chego ao portão, vejo uma fila de alguns metros.

Meu primeiro pensamento foi: não importa o quanto modernizem, não há santo que acabe com as filas do Parque Antártica.

Erro meu.

Em menos de cinco minutos já estava passando o cartão de minha mãe pela catraca e entrando na ante-sala.

Ante-sala que conta com gramado sintético, fotos de times épicos do Palmeiras, tvs de plasma e etc.

Ao entrar, comprei um refrigerante e dirigi-me ao meu lugar.

Demorei um tempo para decifrar a numeração das cadeiras, mas isso não é problema, pois estádio moderno que se preze tem sempre um orientador.

E esse orientador me mostrou aonde eu deveria sentar.

Chego lá e a maior surpresa da noite acontece:

A minha cadeira numerada está vazia, esperando por mim!

Incrível!

O jogo começa, o Palmeiras domina, mas esbarra em Fernando Henrique e na zaga tricolor.

Até que, aos 35 minutos do primeiro tempo, após uma jogada de muita raça e determinação de Pierre, o volante toca para Edmundo, que repassa a bola para Rodrigão.

O camisa 29 do verdão tira do goleiro. Tira tanto que a bola sairia, não fosse o pé salvador (para os palmeirenses) de Fabinho cortando a bola para dentro de seu próprio gol.

A torcida faz festa, e a chuva aperta.

No intervalo, resolvo ver como que é o banheiro do novo espaço Visa.

Meus caros amigos, nunca pensei que veria isso em um estádio de futebol no Brasil.

O banheiro tinha assento nas privadas, sabonete, pia de mármore e até papel para enxugar as mãos!

È uma surpresa atrás da outra.

O segundo tempo começa, e a chuva piora o que torna o jogo muito ruim.

Mesmo assim, o time do Caio Junior ainda consegue criar duas boas chances, todas elas esbarrando no destaque do Fluminense no jogo: Fernando Henrique.

Por falar em goleiro, o Diego Cavalieri estava em uma noite muito infeliz.

Quase entregou o jogo por três vezes.

Entretanto, para o torcedor alviverde, o camisa 12 tem crédito de sobra.

Ótimo resultado para o Palmeiras, que agora depende apenas de si mesmo para chegar à Libertadores.

Melhor ainda para o futebol brasileiro, que tem, pelo menos, um pedacinho da Europa em seus estádios.

-------

É isso aí Palmeiras. Sempre na vanguarda!

JARDIM LEONOR FUTEBOL CLUBE - 3a. Parte

Hoje é sobre o Panetone, o 'estádio deles.

A MARACUTAIA DO MORUMBI

Voce sabia...

Que em dezembro de 1950 a Imobiliária Aricanduva [cujo dono era o Adhemar de Barros] conseguiu empréstimo do Governo do Estado [o governador era... Adhemar de Barros] para terraplanar e criar toda a infraestrutura em uma gleba na região do Morumbi ? Um escândalo de corrupção na época, dentre vários do Adhemar, que viria a ser cassado anos depois. O bairro com todas as benfeitorias passa a se chamar justamente JARDIM LEONOR, nome da esposa do Adhemar de Barros.

Que em dezembro de 1951, um ano depois, o SPFC convidou Laudo Natel [político ligado a Adhemar de Barros] para tesoureiro e este negociou a compra de 68 mil m2 na região, e "ganhou" (!!) do Governo do Estado mais 90 mil m2, isso mesmo GANHOU do Governo do Estado 90 mil metros quadrados !!?

Que em 1955, três anos depois, o SPFC VENDEU ao Governo do Estado o terreno do Canindé [aquele que ganhou 11 anos antes], sem qualquer benfeitoria adicional? O Governo comprou e repassou à Portuguesa que se viu obrigada a construir campo e arquibancadas para começar a usar, pois estava completamente abandonado.

Que em 1966, em pleno regime de ditadura militar, Laudo Natel, o ex-secretário da Maracutaia já havia se tornado Presidente do SPFC, e ao mesmo ocupava o posto de vice-Governador do Estado, enquanto o seu chefe, Adhemar de Barros, foi cassado por corrupção? O clube passava a contar com um Presidente que ao mesmo tempo era Governado do Estado, em plena Ditadura.

Que o tal Governador da ditadura, que acumulava as funções de Presidente do SPFC, determinou que os estudantes da rede pública vendessem carnês chamados "paulistão", para ajudar nas suas formaturas, e ao mesmo tempo coletando parte do dinheiro para a construção do Estádio?

Que é justamente neste período da ditadura, da censura aos jornais, que sem explicar a origem do dinheiro, sem um clube de associados que pudesse gerar receita, sem rendas pois jogava em estádios praticamente vazios pela péssima campanha, que construiram um estádio que custou uma fortuna, que nem nos dias atuais de direitos de TV, patrocínios, venda de atletas, conseguiriam construir algo parecido? De onde veio tanto dinheiro?!

Que para as festas de inauguração do estádio, com medo de um vexame, pediram emprestados 2 jogadores do Palmeiras (Julinho e Djalma Santos), 2 do SCCP (Almir e Ari) e 1 do Santos (Pelé se contundiu não compareceu), para reforçar o time em partida contra o Nacional do Uruguai?

Que O Palmeiras foi o primeiro campeão do Morumbi, pelo Brasileiro de 1969?

Que no início dos anos 70, o Governador biônico Laudo Natel, não-eleito, imposto pela Ditadura, acumulava o cargo de Presidente do clube (SPFC) e se sentava no banco de reservas nas partidas para ajudar a tirar o time da fila, na pressão aos árbitros e Federação?

Que nos dois jogos entre Bambis e Ponte Preta pelo Paulista de 1970, o Governador teve participação decisiva no resultado ? No primeiro jogo, em Campinas, o SPFC perdia e no intervalo o Governador chegou de helicóptero, pousou no meio do gramado, foi ao vestiário dos árbitros e no segundo tempo o SPFC "virou" com uma sucessão de erros da arbitragem. No segundo jogo, no Morumbi, Arnaldo Cesar Coelho "operou" a Ponte Preta, com Laudo Natel supervisionando o esquema na beira do gramado.

Que em 1971 esta pressão fez tanto efeito que o gaveteiro Armando Marques cometeu um dos maiores assaltos na final do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras?

Que em 1972 o Presidente do Palmeiras comprou a briga e fez com que a final - novamente entre as duas equipes - fosse transferida para o Pacaembu, pagando anúncio de página inteira nos principais jornais da cidade explicando que o Morumbi nunca foi nem nunca será um campo neutro e que abdicava da renda maior pelo direito de ter um jogo justo? Graças a esta histórica e corajosa decisão o Palmeiras conquistou mais este título.

Que na final do brasileiro de 1977, o SPFC conseguiu nos bastidores a suspensão do atacante Reinaldo do Atlético Mineiro, artilheiro do campeonato e entre outros acontecimentos vimos o volante Chicão quebrar a perna do meia Ângelo do Atlético? Não satisfeito Chicão ainda pisou na perna quebrada do jogador enquanto este rastejava para fora do gramado.

Que nas semi-final do brasileiro de 1981 o SPFC contratou 3 seguranças da Ponte Preta (Brandão, Maurinho e Chitão) para um trabalho especial no Morumbi? Jogavam SPFC e Botafogo. O Botafogo havia vencido o jogo de ida no maracanã e vencia novamente em pleno Morumbi por 2 a 0. No intervalo, os 3 seguranças tiveram o acesso facilitado ao vestiário dos árbitros que foram agredidos e receberam ameaças ainda maiores para o final do jogo. No segundo tempo o SPFC “virou” a partida, se classificou e os seguranças foram levados de volta para Campinas. O árbitro Bráulio Zannoto declarou ao longo da semana que foi agredido no vestiário por homens armados e admitiu ter errado ao não paralisar o jogo ou ao menos relatar o ocorrido na súmula por medo das consequências.

Que em 1986 o SPFC teve novamente a ajuda decisiva da arbitragem [Aragão] na conquista do Campeonato Brasileiro? Não somente por um penalti não marcado para o Guarani, mas pela inversão de faltas, provocações e pressão sobre os jogadores do Guarani (Conforme depoimento dos próprio jogadores que atuaram aquela partida).

Que em 1990 o SPFC foi rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Paulista, mas com o apoio dos dirigentes da FPF conseguiu reverter no tapetão a fórmula de disputa do campeonato de 1991? Disputaram a divisão inferior, mas conseguiram fazer com que esta indicasse vaga para as finais e ainda considerasse esta campanha (da segunda divisão) para os critérios de desempate nas finais.

Que em 1994, irritada com o ostracismo provocado pela rivalidade Palmeiras e SCCP, e principalmente pela supremacia do Palmeiras (bi-campeão paulista e brasileiro) a Diretoria do SPFC mandou 'esburacar' o gramado do Morumbi para impedir que o último jogo do campeonato, entre Palmeiras e SCCP (entrega de faixas), lá fosse realizado?

Não percam o final dessa história: A FALTA DE TRADIÇÃO (no sábado) e, finalmente A TENTATIVA DE SER GRANDE (no domingo).

Palmeiras x Bambis cariocas

Parecia jogo de polo aquático. Já fui em vário jogos no palestra com chuva (aliás, a maioria), mas nunca (que me lembre) com formação de poças no gramado.

Para um bom público, quase 25.000 pessoas anunciadas (acho que anunciam a carga total distribuída, pois já vi jogo com mais gente e disseram ter menos público), que não arredou pé e incentivou do início ao fim, apesar do dilúvio, o Palmeiras fez o dever de casa e segue firme na briga por uma vaga na libertadores.

Não fosse o 'juizão' poderíamos ser o terceiro colocado, pois para mim dois penaltis a nosso favor não foram macados, um no Deyvid e outro no Edmundo, mas como o terceiro colocado é o Flamengo, aí fica difícil. Tribunal ajudando, CBF ajudando, juizada ajudando...

O Diego estava em um dia que parecia louco para entregar. A zaga apesar de firme na marcação insistia em recuar bolas e com o campo molhado e a 'habilidade natural' do Diego com os pés... Quase!

As laterais continuam sofríveis. O Wendell improvisado. O Leandro parece que continua com medo de marcar, de atacar... De jogar. Estamos a pé de laterais.

No meio o Francês e o Makelele marcaram como nunca. Agora, o Makelele se quiser mesmo ir para a Europa precisa aprender a finalizar.

O Caio fez uma partida discreta, mas eficiente. Quando precisou finalizou, cobrou escanteios, etc. Bom, mas não brilhante.

O Rodrigão fez a dele. Brigou lá na frente e deixou o seu.

O Edmundo é um caso a parte. Chamou o jogo. Estava visivelmente fora de ritmo, mas meteu a bola do gol. Sofreu um penalti não marcado. Nas condições do jogo e voltando de contusão até que foi bem.

Os que entraram: Luiz teve uma única chance, o goleirão deles operou um milagre. O Luis Henrique parece um atacante que jogou nos gambás - quando corre não pensa; e ele corre o tempo todo.

Bem, análises a parte - pois o jogo de polo aquático não permitiu um melhor futebol - o que valeu foram os três pontos. Agora é ir pro sul e confirmar a classificação.

Pro ano que vem já disseram que teremos quatro reforços para a busca do bi na libertadores. Espero que desses pelo menos dois sejam laterais, um meia e um centroavante.

Em tempo: Acho legal a diretoria cobrar a multa do Thiago Neves e deixar que jogue por lá (bibas cariocas). Pelo que mostrou (o não mostrou) não serve como maestro de um time grande.

STJD - 2a. Parte

Quer dizer então que para o Flamengo há efeito suspensivo? Pro Palmeiras, no caso Valdívia, não?!

Palhaçada. O futebol no Brasil não é sério.

Precisamos acabar com esse tribunal de fachada. Afinal, é um bando de torcedores pejudicando o time alheio e ajudando o seu time do coração.

Para isso que cada um vá para a arquibancada e não fique posando de magistrado.

14 de nov de 2007

STJD

A palhaçada continua.

Na noite desta terça-feira o Flamengo, que na noite anterior havia sido condenado a cumprir seu jogo contra o Atlético do Paraná com portões fechados, pois torcedores atiraram uma lata de cerveja e um morteiro no campo de jogo (partida contra os bambis gauchos), conseguiu EFEITO SUSPENSIVO da pena.

Isso quer dizer que o Flamengo pode jogar com torcida (portões abertos) e a pena será cumprida (talvez seja) apenas no próximo ano.

Algumas coisas chamam a atenção:

1. A rapidez com que os cariocas conseguem reverter as sentenças;

2. A demora em julgar um pedido do Palmeiras para o EFEITO SUSPENSIVO do Valdívia.

Não sei se a pena havia sido justa. Não acredito em justiça desportiva. Agora, que é estranha essa rapidez, isso é!

Quando digo que a palhaçada se instaurou no futebol brasileiro dizem que sou um amargo.

Corinthians salvo, Flamengo na libertadores. Tudo que a Globo quer. Tudo que a CBF quer. O stjd (com letras minúsculas mesmo) ESTÁ FAZENDO OPERANDO ISSO.

Como já disse: bando de VENAIS, SAFADOS!!!

Prestem atenção na notícia do Lance (publicada abaixo). Vejam os nomes. Será que um está 'atuando' para ajuar o outro?


Lancenet: publicado em 13/11/207 - 19:51

STJD libera torcida para ver Fla x Atlético-PR

Rubro-Negro Carioca consegue efeito suspensivo da punição do Tribunal


O Flamengo conseguiu na noite desta terça-feira um efeito suspensivo junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e, com isso, a torcida poderá comparecer ao jogo contra o Atlético-PR no próximo dia 25, no Maracanã.

O clube foi condenado na última sexta-feira a cumprir um jogo com portões fechados devido aos incidentes ocorridos na partida contra o Grêmio, na qual um morteiro e uma lata de cerveja foram atirados no gramado.

O advogado Michel Asseff Filho, autor do recurso, recebeu a notícia do presidente do STJD, Rubens Approbato, garantindo a presença do público.

[Grifos meus. Flamengo e Rubens Approbato - conselheiro do Corinthians. É de se desconfiar ou não?]

JARDIM LEONOR FUTEBIOL CLUBE - 2a. Parte

Hoje publico da segunda parte da história de um clube chamado São Paulo Futebol Clube.
Segue o relato histórico sobre a realidade do clube representante da parte mais nojenta da elite paulistana.


A TOMADA DO PATRIMÔNIO ALHEIO

Você sabia...

Que em 1942, com apenas 7 anos de vida e sem patrimônio, foram salvos pela II Guerra Mundial com a entrada do Brasil declarando Guerra ao Eixo?

Que vislumbraram no decreto do governo - permitindo a desapropriação de patrimônios de súditos de alemães, italianos e japoneses [1942] - a grande oportunidade de obterem o patrimônio que sempre desejaram, mas nunca conseguiram de forma honesta?

Que após a desapropriação de bancos alemães e cias. aéreas a possibilidade de tomar o patrimônio dos italianos se mostrava real?

Que tentaram a todo custo se apropriar do Palestra Itália já que o Brasil havia declarado Guerra ao Eixo, e o governo havia baixado decreto permitindo a desapropriação de patrimônios de súditos de alemães, italianos e japoneses?

Que usando a influência e relacionamento com os ditadores que governavam o Estado e o Esporte, exigiram que o Palestra Itália mudasse de nome, sob a ameaça de tomada do clube?

Que na semana em que o Palestra mudou de nome, de Palestra para Palmeiras, os dois clubes se enfrentaram em final histórica e épica no Pacaembu, valendo o título de "Campeoníssimo", e que o SPFC acabou fugindo do gramado para não ser goleado pelo Palmeiras?

Que não conseguindo tomar o Palestra, se contentaram com um alvo mais fraco, a "Associação Alemã de Esportes" também conhecida como "Deustsch Sportive", que ficava na região do Canindé, e com a ajuda da ditadura, ganharam finalmente uma Sede em 29/01/1944, registrando a escritura em Cartório de propriedade de Cicero Pompeu de Toledo?

Não percam os próximos capítulos: A MARACUTAIA DO MORUMBI (sexta-feira), A FALTA DE TRADIÇÃO (no sábado) e, finalmente A TENTATIVA DE SER GRANDE (no domingo).

13 de nov de 2007

JARDIM LEONOR FUTEBOL CLUBE

Publicarei a partir de hoje um resumo da 'brilhante' história do time do Jardim Leonor.

Cada dia um tema. Cada dia uma revelação. Acompanhem...

Fonte: http://www.verdadeiraverdade-bambis.blogspot.com/


São Paulo Futebol Clube - SUA HISTÓRIA OBSCURA.

Capítulo 1: AS FALÊNCIAS

Você sabia...

Que o SPFC foi fundado em 1930 e faliu em 1935 por dívidas acumuladas?

Que diante da enorme dívida os seus dirigentes, liderados por Paulo Machado de Carvalho, sugeriram extinguir o clube e serem incorporados pelo Clube de Regatas Tietê, que pagaria as dívidas e ficariam com o patrimônio do clube, incluindo a Chácara da Floresta, vizinha ao C.R.Tietê?

Que alguns sócios se rebelaram contra a decisão, mas acabaram aprovando a fusão em Assembléia, pois do contrário teriam que assumir a dívida? Com a incorporação pelo C.R. Tietê se livraram da dívida [Assembélia foi realizada em 14/01/1935].

Que desta forma, o título paulista de 1931 pertence legal e oficialmente ao Clube de Regatas Tietê, que usou o nome de "C.R.Tietê-São Paulo" até 1940? E que existindo o clube até hoje este permanece como detentor oficial do Paulista de 1931?

Que em 1935 o atual SPFC foi fundado; sem dívidas, mas também sem qualquer patrimônio?

Que o time era tão fraco que nos dois primeiros anos terminou o Campeonato Paulista em 8º [1936] e 7º [1937]?

Que o que salvou o clube de uma nova falência foi a fusão, em 1938, com o C.A. Estudantes da Moóca, que tinha um elenco muito melhor? O novo time titular foi composto com 9 atletas do Estudantes e 2 do SPFC.

Que os jogos do SPFC passaram a ser mandados na Moóca, sede dos Estudantes?

Que para "ajudar" financeiramente o SPFC, em 1938, Palestra e SCCP disputaram o famoso "jogo das barricas"? (assim chamado pois colocaram barricas na entrada do Palestra Itália para o povo jogar dinheiro). Os dois clubes nada receberam e ainda doaram a renda para ajudar o SPFC a pagar suas novas dívidas.

Que neste "Jogo das barricas", Porfírio da Paz - Presidente do SPFC, andou no meio das torcidas adversárias com uma bandeira esticada, para que os torcedores atirassem algumas moedas para ajudar o seu time?

Veja amanhã o segundo capítulo: A TOMADA DO PATRIMÔNIO ALHEIO.

9 de nov de 2007

Terceira Via Verdão!

Na linha de sugerir endereços da imprensa independente alvi-verde, eis o link de mais um bom local para saber das notícias e da vida de nosso querido Palmeiras: TERCEIRA VIA VERDÃO.

Navegando po lá vi um interessante trabalho feito pelo Vicente Criscio. Trata-se de um comparativo entre o número de faltas cometidas pelas equipes que disputam o brasileirão e o número de cartões (amarelos e vermelhos) que as mesmas equipes receberam durante a competição.

Pois bem, alguns dos mais faltosos recebem um número (proporcional) bem inferior aos menos faltosos. O que será isso? Perseguição contra alguns? Um olhar mais complascente com outros? Os dois? A famosa 'maracutaia' (o brasileirão de 2005 está aí para não nos deixar mentir, nossas reclamações contra as arbitragens - apito cor-de-rosa - desse ano também)?

Bem, não sei a resposta, mas sei que somos muito admoestados (belo termo, não?) pelos homens do apito, em compensação somos um dos menos faltosos do campeonato.

Clique aqui e veja o estudo dos amigos do Terceira Via Verdão.

É isso!

Em tempo: o link do Terceira Via ja está nos favoritos.

8 de nov de 2007

Valdívia!

Valdívia foi punido pelo (patético) STJD. Aquele mesmo que já inocentou vários, puniu o Edmundo por um lance de jogo, e que nunca puniu um atleta do Jardim Leonor (o goleiro reserva deles não é atleta, é dublê de ator!).

Lembram-se do jogo contra elas? Lá, o mesmo Valdívia, foi caçado, tirado de campo por entradas desleais e violentas. Nada aconteceu. Mas, isso já é passado. Elas ganharam (Deus sabe como, e nós também!). Aliás, ontem - no jogo delas - ficou claro: É o time mais violento do campeonato!

Agora, cabe ao departamento jurídico do Palmeiras conseguir o 'efeito suspensivo' para que o Mago volte a atuar ainda esse ano. Estamos esperando por isso.

Em tempo: Capa do jornaleco bambi (que não vou citar o nome, apenas digo que é um pseudo-jornal de esportes) se apressou e - na capa - coloca como manchete: FIM DA MAGIA. Lá eles antecipam a venda do Valdívia, ou seja, não joga mais pelo Palmeiras.

A pergunta que fica é: Seria verdade ou é apenas a vontade deles para que sejamos mais fracos no próximo ano? Eles fazem de tudo para tirar o Mago do Palmeiras. Até acreditam no inominável (aquele que o nome não pode ser dito). É bom lembrar que no tempo dessa figura a mesma imprensa nunca conseguiu arrancar uma única palavra dele. Em doze anos. Agora ele resolveu falar e eles - para denegrir e prejudicar o Palmeiras - o ouvem e dão cédito.

Por isso, repito: Não se fie em informações da imprensinha 'bambi'. Leia a imprensa alternativa palmeirense: Blogs e sites de palmerenses para palmeirenses.

É isso!

Imprensa, embriagez, agressão, desmentido...

Eu iria publicar uma nota sobre o lamentável episódio da 'suposta' (não é assim que a imprensa faz? Coloca o suposta entre aspas para se isentar de responsabilidade quando não tem informação suficiente sobre um fato) embriaguez e agressão sofrida por atletas do Palmeiras no aeroporto do Recife.

Entretanto, lendo o blog Parmerista, do amigo Conrado, resolvi não fazê-lo.

Somente vou dar um link para a matéria postada lá.[clique aqui para ler a matéria do Parmerista]

Faço minhas as palavras dele.

Lamentável em todos os sentidos.

5 de nov de 2007

De novo!

Somente algumas coisas a perguntar:

1. O que é Paulo Sérgio?

2. O que é Valmir?

3. Estamos sem laterais!

4. O que é C. E. Simon? (Pênalti descarado no Caio, quase arancaram o tornozelo dele).

5. O que e Mumu que volta a tumultuar?

6. O que é Sportv que dá eco pra esse 'defunto'? (quando será que aquele último torresminho vai fazer o serviço?).

6. Espero que não seja verdade que uma organizada pressinou os jogadores. Sera que estão fazendo o jogo daquele que não deve ser nominado?

7. Ainda dá, pois os adversários também estão ajudando.

8. Lotar o Palestra contra os bambis do Rio é imprescindível.

4 de nov de 2007

Sem comentários!

Domingo, 1:08 h. da madruga.

Ainda não postei nada sobre o jogo de quinta-feira.

Ainda estou digerindo o que houve.

Chuva, futebo, horroroso, falta de criatividade, falta de padrão... Talvez, falta de vergonha.

Bem, espero que hoje contra o Sport, consigamos um bom resultado. Para isso, basta um futebolzinho nota 5 (cinco). Se isso não acontecer: futebol - no mínimo - nota cinco e caso não venhamos com os três pontos... Bem, deixa pra lá. Depois do jogo escrevo.

PS. Os resultados de hoje foram bons. Aliás, o resultado dos bambis do sul mostra que elas estão fora. Mais uma vez (aí mora o perigo) só depende da gente.