A ARQUIBANCADA NA REDE - WEB ARQUIBANCADA
"Em 40 anos de jornalismo, nunca vi liberdade de imprensa. Ela só é possível para os donos do jornal". (Cláudio Abramo, que dirigiu Folha e Estadão)

Busca

Pesquisa personalizada

27 de mar de 2008

Drops

1. Vitória de superação. A Lusa optou pela retranca, mesmo provocando alguns sustos devido a jogar no contra-ataque, mesmo sendo o time que mais necessitava do resultado. Coisa de time pequeno. Agora ficam chorando, feito bambis, porque o juiz deu 5 minutos de acréscimo. Mas, acréscimo é só para uma equipe ou as duas continuam jogando?

2. Esse time tem cara, pinta, jeito e alma de campeão. Como se diz no interior, tem 'sangue no zóio'. Veja o que escreve sobre isso o 3VV. E tem 'jornalista' que critica o Luxemburgo, escreve e elogia o time, diz que tem um grupo forte, mas que não tem padrão de jogo. Será que se digna [o referido 'jornalista'] a - pelo menos - assistir os jogos pela TV ou apenas vê os 'melhores momentos'?

Fui alertado em um comentário que o tal 'jornalista disse, na realidade, que o Palmeiras não tem padrão tático. Conferi "in loco" a minha comida de bola e não é que ele disse isso mesmo. Como comentou o leitor que catzo será que ele quer dizer com padrão tático?


3. Para esse mesmo 'jornalista' o 'boa praça' Muricy é gênio. Deixa o Borges no banco - mesmo ele sendo melhor atacante do time leonor - ele entra e resolve. Foi uma substituição de gênio. Luxemburgo coloca o Preá, desconhecido, estreante, ele entra resolve e o Palmeiras venceu 'apesar do Luxemburgo'. Vai entender! Coisa que só psiquiatra pode explicar, ou quem sabe um psicólogo, sugiro um Behaviorista. Assim será tratado como o ratinho que é.

4. Os cadernos de esportes estão cada dia piores. O do Estadão é sofrível. Tem um setorista que cobre o Palmeiras que tenho a impressão que reporta os jogos do Palmeiras de sua sala de estar, vendo TV. Tudo que diz é o que foi dito pelos canais onde o jogo foi transmitido. Na reportagem de hoje sobre o Palmeiras não sei se isso aconteceu, pois fui ao estádio e por isso não acompanhei o jogo pela TV, mas o tal de Daniel Akstein Batista, desta feita coadjuvado por Giuliander Carpes, me saiu com essa: "...A campanha é boa, mas o Palmeiras ainda não mostrou futebol que o credencie ao título. Em várias das últimas 11 partidas de invencibilidade (10 no Estadual e 1 na Copa do Brasil), o time sofreu para conseguir a vitória (já são sete consecutivas). Falta, às vezes, uma boa apresentação, que empolgue a torcida. Sobram vontade e raça." Então ta!

5. Por falar em qualidade da imprensa esportiva, leia no Blog do André Falavigna texto sobre o tema. Está lá em "Deixem-me dar mais este outro exemplo, por caridade".

6. Na linha do conflito de interesses vejam essa interessante reprodução (logo abaixo) de um produto do SPFW. A iniciativa está em um caderno de esportes, é patrocinada (dentre outros) pelo grupo que edita esse caderno de esportes e por um canal de TV a cabo que transmite os jogos do time. Já falamos aqui sobre isso, sobre o fato de o SPFW ter ações de marketing em um importante jornal de esportes. Mas, parece que sobre isso os arautos da moralidade não querem falar. Aliás, até agora o principal deles não disse nada sobre o fato do canal em que ele trabalha ser patrocinado pelo IWL, fato que pode caracterizar em última análise que ele, indiretamente, recebe salário de dinheiro que provém do IWL.

7. A JP também patrocina a iniciativa so SPFW. Isso explica muita coisa, não tudo, mais muito dos motivos de tamanho ódio e perseguição por parte dessa rádio contra o Palmeiras. Eu não ouço mais nada por lá; e você Palmeirense?



É isso.

2 comentários:

  1. Ademir, o aprendiz de feiticeiro não falou que o Palmeiras não tem padrão de jogo. Ele falou que não tem padrão tático. Gostaria de saber o que é isso. É de comer?
    Que eu saiba uma equipe pode não ter, por uma série de razões, padrão de jogo, esquema tático definido.
    Agora padrão tático é nova...

    ResponderExcluir
  2. Ah, o camarote bambi.

    Havia, em algum dos cadernos esportivos (eu leio todos, também por dever de ofício) do dia seguinte ao Palmeiras 4 x 1 SPFC, um anúncio dessa mesma empresa.

    E a chamada era: "Que pena que o clássico não foi no Morumbi".

    Dá pra acreditar?

    ResponderExcluir

Caro Palmeirense, aqui você pode fazer seu comentário. Como bom Palmeirense CORNETE!!!