A ARQUIBANCADA NA REDE - WEB ARQUIBANCADA
"Em 40 anos de jornalismo, nunca vi liberdade de imprensa. Ela só é possível para os donos do jornal". (Cláudio Abramo, que dirigiu Folha e Estadão)

Busca

Pesquisa personalizada

29 de fev de 2008

Derby

No filme “Boleiros, Era uma Vez o Futebol” (1998, direção de Ugo Giorgetti), o treinador do time do Palmeiras, interpretado por Lima Duarte, ao ver o craque do time, Fabinho Guerra (Paulo Coronato), ser insistentemente assediado em pleno hotel da concentração por uma “Maria Chuteira” (Marisa Orth), profere a seguinte frase: “... Ela não sabe o que é um Palmeiras x Corinthians...”.

Pois bem, neste final de semana teremos o Derby (como ficou conhecido o jogo). Impossível dizer o que é um Palmeiras x Corinthians. Impossível dizer o que significa esse jogo, entretanto não preciso nem dizer o que significa ganhar ou perder esse que é o maior clássico de São Paulo, quiçá o maior do Brasil e um dos maiores do mundo.

Um Derby é mais que um jogo. Um Derby é uma celebração. Um Derby é a afirmação do vencedor ou a derrocada do perdedor. Um título que você ganha sem ter vencido o rival estará maculado. De que adianta ganhar o título se no jogo mais importante do campeonato você fracassou? Um Derby é uma batalha.

Essa batalha é – para nós Palmeirenses – a mãe de todas as batalhas, o Clássico dos Clássicos (isso mesmo, com letra maiúscula), o jogo dos jogos, a derrota das derrotas, a vitória das vitórias...

Muitos ‘pernas-de-pau’ se consagraram no Derby (de ambos os lados). Muitos craques caíram em desgraça por fracassarem neste Clássico.

Apesar de não carregar em sua história traços e conflitos religiosos como Celtics x Rangers, de nacionalismo como Barcelona x Real Madrid, de afirmação de lideranças oligarcas como Milan x Juventus, o Derby trás em sua história – segundo o livro “Imigração e Futebol: O Caso Palestra Itália”, de José Renato de Campos Araújo – uma rivalidade que remonta à origem das duas equipes, e que tem como pano de fundo uma questão econômica e social. Quem quiser saber a história toda, baixe o livro clicando aqui.

Não é a toa que no último jogo no Palestra Itália quando de um empate com o último colocado do campeonato, nem bem o jogo havia acabado, entre vaiais e apupos, a torcida em uníssono, bradou: “... É obrigação, ganhar do time da segunda divisão...”.

Esse jogo é o mais importante para a torcida do Palmeiras pela tradição, por uma rivalidade histórica. Isso, marketing nenhum pode suplantar e nem inflar artificialmente. O Derby é o momento mais importante e o mais esperado por nossa torcida. Os outros jogos são apenas mais alguns jogos para cumprir tabela por algum campeonato qualquer.

Enfim, domingo é o dia. Domingo não é apenas um jogo, domingo é o dia de vencer (se possível humilhar e atropelar) nosso maior rival.

Por isso, FORZA-PALESTRA!

_________________________

PALMEIRAS X CORINTHIANS – CORINTHIANS X PALMEIRAS!
Histórico e curiosidades

Da Assessoria de Imprensa do Palmeiras – Por: Fábio Finelli

Geral: 328 jogos
118 vitórias do Palmeiras [481 gols]
98 empates
112 vitórias do Corinthians [441 gols]

No Campeonato Paulista: 192 jogos
67 vitórias do Palmeiras [285 gols]
56 empates
69 vitórias do Corinthians [263 gols]

Primeiro jogo da história entre os dois clubes e também do Campeonato Paulista: 06/05/1917, no estádio Palestra Itália, Palestra Itália 3 x 0 Corinthians - Gols: Caetano (3).

Primeiro jogo da história entre os dois clubes no estádio do Morumbi: 12/09/1965 [Campeonato Paulista]: Palmeiras 0 x 0 Corinthians.

Palmeiras e Corinthians se enfrentaram 3 vezes em 2007, e o Verdão venceu todos os jogos: 3x0 no Paulistão [gols de Edmundo (2) e Osmar], e duas vitórias no Brasileirão: 1x0 no primeiro turno, gol de Dininho, e 1x0 no segundo turno, gol do zagueiro Nen.

Últimas partidas entre as duas equipes:
23/09/07 - Palmeiras 1 x 0 Corinthians - C. Brasileiro,
30/06/07 - Corinthians 0 x 1 Palmeiras - C. Brasileiro,
04/03/07 - Corinthians 0 x 3 Palmeiras – Paulistão,
26/10/06 – Corinthians 1 x 0 Palmeiras - C. Brasileiro,
16/07/06 – Palmeiras 1 x 0 Corinthians - C. Brasileiro,
26/03/06 - Palmeiras 1 x 1 Corinthians – Paulistão,
16/10/05 – Palmeiras 1 x 1 Corinthians - C. Brasileiro.

Palmeiras no estádio do Morumbi

Números: O retrospecto do Palmeiras é favorável atuando no estádio do Morumbi. Em 408 jogos, foram 202 vitórias, 100 empates e 106 derrotas. A equipe marcou 430 gols e sofreu 394.

Primeiro jogo: do Verdão no Morumbi aconteceu em 20 de agosto de 1961, pelo Paulistão, no empate em 0x0 com o São Paulo.

Primeira vitória: já a primeira vitória aconteceu logo no segundo jogo disputado pelo time no estádio, na goleada de 5x0 sobre o Botafogo-RP, em 26 de julho de 1964, pelo Paulistão. Os gols foram de Tupãzinho (2), Zequinha (2) e Vavá.

Contra o Corinthians: contra o rival deste domingo, o primeiro jogo no Morumbi aconteceu em 12 de setembro de 1965, pelo Paulistão, e o placar ficou no 0x0. Já a primeira vitória do Verdão aconteceu no segundo confronto entre os dois times no estádio: foi em 4 de junho de 1967, por 1x0, gol do atacante César.

Curiosidades do Clássico

Palmeiras e Corinthians completam no mês de maio 91 anos de um dos maiores clássicos do Brasil. A primeira vez que os dois times se enfrentaram aconteceu em 6 de maio de 1917, numa tarde de domingo, quando o então "novato" Palestra Itália venceu aquele que seria um dos seus principais rivais, por 3 a 0, três gols do ponta Caetano.

A equipe Palestrina ficou dois anos invicta contra o rival, e só foi perder para o Corinthians no sétimo confronto, em maio de 1919, por 3 a 2.

Outra seqüência marcante aconteceu entre 1930 e 1934, período de 12 jogos que o Palestra Itália ficou sem ser derrotado para o time do Parque São Jorge. Nesse período, em novembro de 1933, o Palestra conquistou o placar mais elástico da história do clássico: ganhou de impiedosos 8 a 0, gols de Romeu Pelliciari (4), Imparato II (3) e Gabardo.

Já como Palmeiras, o primeiro duelo aconteceu em outubro de 1942, e o Corinthians venceu por 3 a 1. O gol palmeirense foi marcado por Lima. A primeira vitória com o novo nome veio no confronto seguinte, em maio de 1943: 2 a 0, também com gols de Lima.

Ao longo dos anos, Palmeiras e Corinthians proporcionaram duelos históricos. Em decisões, o Verdão leva vantagem de ter vencido o rival diretamente no Torneio Rio - São Paulo de 1951 e 1993; no Campeonato Paulista de 1936, 38, 74 e 93; no Campeonato Brasileiro de 1994 e, claro, nas duas eliminações seguidas da Copa Libertadores da América de 1999 e 2000.

A maior goleada sofrida pelo Palmeiras para o Corinthians aconteceu na Taça Cidade de São Paulo de 1952 e no Campeonato Paulista de 1982, quando foi derrotado por 5 a 1.

No Campeonato Paulista de 1953, o Corinthians venceu o Palmeiras por 6 a 4, naquele que foi o placar de maior número de gols da história dos confrontos. Os gols Palmeirenses foram marcados por Odair (2), Liminha e Rodrigues.

O placar de 2 a 1 é o mais comum entre os dois times. Aconteceu 55 vezes das 328 partidas da história. A seguir, aparece o placar de 1 a 0, que ocorreu em 54 oportunidades. Ocorreram apenas 31 empates por 0 a 0.

As goleadas também são marcantes na história dos confrontos. O resultado por três ou mais gols de diferença aconteceu em 43 ocasiões.



AMANHÃ A FICHA TÉCNICA DO DERBY DE DOMINGO.

MEU PALPITE?
PALESTRA 3
x 1 Corinthians

Um comentário:

  1. Para se ter um pouco de idéia do que significa este jogo, dê uma olhada na postagem do meu blog: O Garotinho Palmeirense.

    paixaopalestrina.blogspot.com

    Hoje: 2x0 Palestra!

    Giuliano.

    ResponderExcluir

Caro Palmeirense, aqui você pode fazer seu comentário. Como bom Palmeirense CORNETE!!!