A ARQUIBANCADA NA REDE - WEB ARQUIBANCADA
"Em 40 anos de jornalismo, nunca vi liberdade de imprensa. Ela só é possível para os donos do jornal". (Cláudio Abramo, que dirigiu Folha e Estadão)

Busca

Pesquisa personalizada

21 de dez de 2007

Blog do Birner

Um tal de Paulinho, ghost writer do Birner, escreve hoje uma montanha de 'ASNEIRAS' sobre a parceria com a Traffic, sobre o projeto da Arena e sobre nosso novo patrocínio. Segundo ele nada serve. Vejam:

Começa dizendo que nosso patrocínio não chega nem perto dos R$ 21 mi, e que SEGUNDO SOUBE, não passa dos R$ 12 mi anuais.

Tenho certeza que o que ele SOUBE foi por 'fontes' da oposição 'mustafanianas'. Sou capaz de apostar um dedo.

Em segundo lugar ele diz que a fumaça foi grande. Mas, que fumaça? Matérias de ontem – de vários veículos – sobre o lançamento da camisa do patrocinador davam conta do MISTÉRIO sobre os valores. Ninguém, repito, NINGUÉM da diretoria ou da parceria revelaram os números. Tudo não passou de especulações.

Inclusive, as matérias mostram que parte do dinheiro será investido nas categorias de base. Ou será que só o SPFW pode investir na sua base?

Fumaça sr. Paulinho, é inaugurar mastro de bandeira e a imprensa dar meia página para isso. Cortina de fumaça é o SPFW receber verba do governo federal para ampliar o seu CT no valor de metade de toda a verba que receberá a equipe brasileira que irá a Pequim e vocês – da imprensa – nem bola darem. Isso sim são casos de fumaça e de cortina de fumaça.

Segue o BEM INFORMADO jornalista falando sobre o projeto da Arena. Dentre outras 'besteiras' diz que o parceiro do projeto, W torres, não é o ideal. Mas, o que – ou qual parceiro - seria o ideal? O governo de São Paulo? O governo Federal? Será que o dinheiro público é o ideal? Ou será que o colunista tem algum parceiro, ou empreiteira, para indicar? O parceiro ideal talvez seja a MSI, ou a Medial Saúde, ou aqueles que reformarão o Morumbi? Neste último caso, aposto outro dedo, DINHEIRO PÚBLICO.

Segue o autor destilando seu conhecimento, que vai das seguras fontes jornalísticas à política interna – inclusive a econômica – do Palmeiras. Diz para encerrar que estamos entrando em uma fria com a Traffic, que o J. Hávilla dá aulas de como se fazer um bom negócio (nossa! Será isso bom para a gente?) e de que temos uma dívida que, entrando o dinheiro da Traffic, mais o do patrocínio, descontadas as dívidas, nosso saldo será R$ 0,00. Médio de matemática, ruim de negócios, péssimo como jornalista, excelente como assessor de imprensa da oposição do Palmeiras e de um clube que paga por matérias desfavoráveis dos adversários.

Encerro por aqui. Não vale à pena gastar mais uma linha com ele(s). O bom mesmo é o que o SPFW faz, afinal ELAS DÃO JABÁ.

Ouviu sr. Paulinho? Estou te acusando de péssimo jornalista e de receber propina para atacar o Palmeiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Caro Palmeirense, aqui você pode fazer seu comentário. Como bom Palmeirense CORNETE!!!